Política
26/06/2014 - 13h59

Marcelo Tas: "Vai tomar caju"



 
Assim como Dercy Gonçalves, minha avó Geralda era boca suja e queridíssima de todos. Na presença de estranhos, por delicadeza ou peraltice, remasterizava os xingamentos prediletos dela. Vai tomar no cu, por exemplo, virava vai tomar caju.
 
Há uma semana, leio bobagens e choramingos sobre o coro dirigido à presidente do Brasil na abertura da Copa. Fui testemunha ocular da história e me sinto na obrigação de um depoimento à nação. Da arquibancada, vi a cena com nitidez de HDTV. O suposto cântico obsceno entoado por todo o estádio era apenas.
 
O que seriam das mães dos árbitros de futebol se xingamentos de estádio fossem levados ao pé da letra? Idiotas da objetividade surgiram para garantir com precisão científica digna de Mãe Dináh que o corinho burlesco teria partido de VIPs da "elite branca paulista". Lula chegou a prometer vingança contra tal "elite preconceituosa".
 
Na arquibancada ao meu lado, um grupo de turistas negros baianos que aderiu ao brado retumbante desmentia a tese lunática. Um deles creditou o bem-estar que sentia depois da catarse a botar para fora sentimentos em relação a Jaques Wagner, governador da Bahia, da elite petista. Quem não suporta vaias devia fazer as coisas direito.
 
É hora de o Brasil entender de vez o significado da palavra elite. Do latim exlegere, eleger, escolher; elite é o que há de mais valorizado ou de melhor qualidade num grupo social. Para mim, a elite dessa Copa é a torcida japonesa que recolhe o próprio lixo depois de perder de virada para a Costa do Marfim na Arena Pernambuco.
 
Em entrevista a Jô Soares, Dercy disse que nunca falou um só palavrão. Explicou: cu é apelido de algo que todos temos e palavrão é a pilantragem rasa da política no Brasil. Estou com Dercy e vó Geralda. #VaiBrasil 





Marcelo Tas, jornalista e comunicador de TV. Atualmente, é o âncora do programa CQC, na TV Bandeirantes e autor do “Blog do Tas”, no Terra, um dos blogs mais premiados do país.
 

Comentários (0)


Fala Santos
E-mail: contato@falasantos.com.br
© 2010 Fala Santos. Todos os direitos reservados. site criado por