Sindical
31/01/2017 - 05h37

Auditores-fiscais de Santos fazem ato para pedir justiça por Chacina de Unaí


Ato foi realizado nesta segunda-feira (30), na Praça José Bonifácio. Chacina de Unaí completou 13 anos no último sábado (28).


 
Os auditores fiscais do trabalho de Santos, no litoral de São Paulo, se reuniram, na manhã desta segunda-feira (30). Eles fizeram um ato público pedindo mais justiça pela Chacina de Unaí, que completou 13 anos no último sábado (28), quando foi lembrado o dia nacional dos auditores-fiscais do trabalho.
 
Por volta das 8h30, o Sindicato dos Auditores-fiscais do Trabalho da Delegacia Sindical de Santos realizaram o ato em frente a Gerência Regional do Trabalho e Emprego em Santos, na Praça José Bonifácio.
 
A Chacina de Unaí foi ocorreu na cidade brasileira de Unaí, Minas Gerais, em 28 de janeiro de 2004, quando quatro funcionários do Ministério do Trabalho e Emprego foram assassinados na região, durante uma fiscalização de rotina em fazendas.
 
A investigação apontou nove pessoas envolvidas no crime, entre mandantes, intermediários e executores. Três pessoas cumprem pena em Minas Gerais, porém, um já faleceu e o outro teve o crime prescrito. Em 2015, os mandantes e intermediários também foram julgados e todos foram condenados a penas que se aproximam a 100 anos de reclusão, porém, permanecem livres por serem réus primários e terem o direito de recorrer da sentença em liberdade.
 
O ato realizado em Santos foi para pedir que o Tribunal Regional Federal da 1ª Região faça cumprir a sentença do tribunal do júri. A instituição reforça que a falta de punição para este crime é uma ameaça para entidades e instituições que fazem a defesa dos direitos dos trabalhadores.


G1 Santos
 

Comentários (0)


Fala Santos
E-mail: contato@falasantos.com.br
© 2010 Fala Santos. Todos os direitos reservados. site criado por