Cidades
21/02/2017 - 03h59

CET retira das ruas mais de mil veículos abandonados


Um total de 1.165 veículos em situação de abandono foi retirado das vias públicas no ano passado pela CET. A companhia intensificou as blitze com vistas à remoção de carros, motos e caminhões que, nessa condição, causam prejuízos ao meio ambiente e à segurança, além de comprometer a saúde pública. Apenas neste ano, de 1º de janeiro ao último dia 20, outros 98 foram identificados e recolhidos ao pátio.
 
As ações da CET têm origem nas denúncias de munícipes e fiscalizações rotineiras dos agentes da empresa. No ano passado, dos 1.165 veículos registrados como abandonados, 898 foram retirados das vias públicas pelos seus proprietários e 267 precisaram ser guinchados, uma vez que não houve retorno por parte do seu dono.
 
O órgão de trânsito obedece ao procedimento padrão, constante na Resolução 01/2006. Os agentes de trânsito tentam contato com os proprietários por telegrama e notificações no Diário Oficial de Santos. Se, após as tentativas legais e esgotamento dos prazos, os donos não tomam as providências cabíveis, a CET realiza o guinchamento.
 
Cidade Sem Lixo
 
Quando o veículo é caracterizado como sucata, passa a ser inserido na Operação Lata Velha, do programa Cidade Sem Lixo. O proprietário recebe multa de R$ 1 mil da Secretaria de Meio Ambiente (Semam) por ter descartado sucata nas vias públicas.
 
Baixa do registro
 
O procedimento correto para quem quiser se desfazer do veículo ou retirá-lo de circulação é realizar a baixa permanente do registro no Detran. Desta forma, ele não receberá as penalidades previstas em leis federal e municipal. No site do órgão (clique aqui) há todas as recomendações para a realização do processo.
 
Serviço
 
A denúncia de veículos abandonados pode ser feita por meio do telefone 0800.7719194, opção 2, ou no site da CET-Santos, clicando no menu Fale Conosco.
 
 
Da Redação
 

Comentários (0)


Fala Santos
E-mail: contato@falasantos.com.br
© 2010 Fala Santos. Todos os direitos reservados. site criado por