Turismo
16/03/2017 - 15h18

Guaraú é um paraíso que une mar, rio, cachoeiras e montanhas no litoral


Passeios levam os turistas para ver águas transparentes e rica fauna e flora. Região pertence ao município de Peruíbe e fica a poucos kms da capital.

 
Um dos lugares mais preservados do litoral de São Paulo une rio, mar, montanhas, trilhas e cachoeiras. Para alguns, a Praia do Guaraú, que fica ao lado da Reserva Ecológica da Juréia-Itatins, em Peruíbe, é um paraíso ecológico e ótima opção para quem quer estar bem perto da natureza e descansar a alguns quilômetros da capital paulista.
 
A praia fica entre a Serra do Mar e o Rio Guaraú, possui uma extensão média de 1.527 metros e fica ao lado da Unidade de conservação Estação Ecológica Juréia-Itatins, que protege uma das maiores áreas resguardadas do litoral paulista, abrigando lugares de incrível beleza e rico ecossistema. O acesso à praia do Guaraú é permitido por carros e também por ônibus urbanos que saem da Rodoviária de Peruíbe. São sete quilômetros de serra, com a oportunidade de apreciar uma bela vista da costa paulista.
 
Chegando no Guaraú, o turista pode se hospedar em algumas das pousadas da região. A avenida do Telégrafo é a principal do Guaraú e une todo o tipo de comércio necessário para o turista que quer aproveitar alguns dias em contato com a natureza.
 
Gevanildo Santana de Lima, mais conhecido como Dido Lima, cresceu no Guaraú, bairro peruibense que também leva o nome da praia. O mecânico resolveu abandonar a oficina e se dedicar ao turismo local quando percebeu que a rica região começou a atrair muitos turistas. Atualmente, ele tem três embarcações que fazem passeios pela região e que saem do Rio Guaraú, que fica ao lado da praia.
 
“O foco maior é a Ilha do Guaraú. A gente leva a pessoa até a Ilha do Guaraú, de barco, por cerca de 15 minutos. As embarcações param na pedra, as pessoas descem na companhia do monitor e do guarda vidas. Dá para ver tartarugas, cardumes de peixes, a água é bem clara e a ilha é deserta. Ficamos duas horas e voltamos”, conta ele.

 
Outra opção é a Praia do Arpoador, que fica dentro da Estação Ecológica. Ela possui duas cachoeiras que descem a serra e se misturam com a água do mar. O acesso a praia é feito somente por uma trilha que sai do Rio Guaraúzinho ou pelo mar. No trajeto é possível ver o encontro das águas, um local conhecido como Boca da Barra.
 
“Ela é uma praia pequena, não é permitido levar cadeira e guarda sol. Tem muitas sombras e árvores. A água é natural, transparente. A paisagem é sem palavras, o lugar é lindo”, diz Dido.
 
O turista também tem a possibilidade de passear de barco e passar em frente a Ilha do Guaraú, a Praia do Arpoador e seguir até a Barra do Una para fazer uma parada. A viagem de volta leva cerca de 40 minutos até o Rio Guaraú, de onde partem os barcos.

 
Perto de Barra do Una, há outra beleza natural, a Cachoeira do Paraiso. Ela fica na estrada e a grande atração é uma enorme pedra que funciona como um toboágua natural e faz a alegria dos turistas.
 
Já o passeio pelo Rio Guaraú atrai quem gosta da cultura caiçara. A bordo da embarcação, os turistas conhecem a história do local e podem observar estruturas antigas, como uma ponte de ferro, e tem a possibilidade de conhecer o outro lado da região, onde há os manguezais. “Vê muito caranguejos. Está muito preservado. Tem muitos. O pessaoal não pega, não é permitido”, fala Dido.

 
O morador explica que a população do Guaraú é que tenta preservar a área de mata, as águas e a fauna local. Ele tem notado um aumento grande no número de turistas e todos ficam preocupados em manter as belezas naturais do local. Por isso, a visitação é controlada.
 
“Em média, de 80 a 100 pessoas, diariamente, visitam a llha do Guaraú. A Secretaria de Meio Ambiente nos dá um limite de visitantes. Temos reuniões com frequência. A gente faz o controle para preservar. Todo o dia um monitor, da Secretaria de Meio Ambiente, cede sacos de lixo e todo o fim da tarde a gente retira da Ilha do Guarau e da Praia do Arpoador”, conta.
 
Hoje, o Guaraú pode ser considerado um paraíso escondido que traz diversas opções para quem adora desfrutar dos encantos de uma natureza quase intocada no litoral de São Paulo.
 
“O Guaraú é considerado uma área de preservação permanente (APP). É uma área preservada e reservada. Vale muito a pena. A gente tem diversidade, passeio de escuna, lancha, catamarãs, caiaques. A paisagem é linda e a água é muito limpa. Tem dias que tem ondulação, dá para fazer surfe e outros esportes quando o mar está manso, sossegado. O Guaraú é um passeio para todas as idades", finaliza Dido.




G1 Santos
 

Comentários (0)


Fala Santos
E-mail: contato@falasantos.com.br
© 2010 Fala Santos. Todos os direitos reservados. site criado por