Cidades
11/04/2017 - 06h35

Média de acidentes cai 65% com instalação de minirrotatórias


A redução de acidentes em vários dos cruzamentos onde foram instaladas minirrotatórias ultrapassa 90% e, em pelo menos um dos pontos, atingiu 100% em 2016. O local é a confluência das ruas Duque de Caxias com Teixeira de Freitas (Campo Grande). No geral, a queda nas ocorrências é em média de 65%.
 
Os dados são do relatório anual da CET, que considera sempre o mesmo intervalo de tempo antes e após a colocação da minirrotatória, e demonstram a eficiência desses equipamentos para maior segurança no trânsito. No cruzamento no Campo Grande, foram nove acidentes em 843 dias, sendo oito com vítimas. A partir da implantação (11 de setembro de 2014), até dezembro último, não houve mais nenhuma ocorrência no local registrada em boletim de ocorrência.
 
Em outro trecho da mesma Duque de Caxias, na confluência com a Rua Visconde de Faria, a retração foi expressiva: 94,44%. Em outros dois cruzamentos os índices também passaram de 90%: na Frei Francisco Sampaio com a Delfim Moreira (91,38%), no Embaré, e na Dr. Adolfo Assis com Rio de Janeiro (91,30%), na Vila Belmiro.
 
Atualmente, há 43 minirrotatórias em diferente bairros para organizar a circulação de veículos em locais onde não se justifica a instalação de semáforos, por conta da baixa intensidade de tráfego, mas com considerável índice de acidentes.
 
Conforme prevê o Código de Trânsito Brasileiro, o local onde há o dispositivo é sinalizado com a placa de regulamentação “Dê a Preferência”. Nos pontos com o dispositivo, a CET sinaliza, com zebrados e tachões, a proibição de vagas de estacionamento próximo às esquinas para que carros não fiquem parados e prejudiquem a visão dos motoristas que estão passando.
 
A placa de “Dê a Preferência” nas minirrotatórias indica que o motorista deve dar a prioridade de passagem aos veículos que já estiverem trafegando por ela. No caso de chegarem ao local juntos, a lei determina que a preferência é de quem está na via à direita.
 
 
FalaSantos
 

Comentários (0)


Fala Santos
E-mail: contato@falasantos.com.br
© 2010 Fala Santos. Todos os direitos reservados. site criado por