Trabalho
19/04/2017 - 06h22

Profissionais brasileiros estão na mira do Canadá, mais uma vez


Vai começar mais uma missão de recrutamento virtual para interessados em trabalhar e morar na cidade de Québec, no Canadá
 
A facilidade dos brasileiros em aprender francês é um dos principais motivos por que profissionais daqui estão, mais uma vez, na mira de empresas da cidade de Québec e região, no Canadá. Setores de tecnologia e de usinagem são os mais promissores por lá.
 
Em junho começam a ser divulgadas as oportunidades de mais uma missão de recrutamento virtual, promovida pela Québec Internacional, agência de desenvolvimento econômico da cidade de Québec e que é responsável pela plataforma Québec na Cabeça. É nesse site que candidatos podem conferir vagas se de cadastrar.
 
As inscrições vão ser recebidas até o dia 13 de agosto. O recrutamento, propriamente dito, será feito entre os dias 11 e 19 de setembro, semana em que devem ocorrer as entrevistas por Skype. Para ser selecionado, o profissional deve se candidatar a pelo menos um dos empregos publicados.
 
Setores de tecnologia da informação e de usinagem terão, como de costume, a maioria absoluta de vagas, mas a missão não é exclusiva para esses profissionais, segundo Janaina Kamide, conselheira de atração de talentos da Québec Internacional. “As vagas refletem o aquecimento do mercado nessas áreas. Mas nada impede que haja oportunidades também em outros setores”, explica.
 
Janaina recomenda que, mesmo que não encontre vagas em sua área de trabalho, o profissional interessado em trabalhar em Québec inclua seu currículo na plataforma Québec na Cabeça. “É possível fazer uma candidatura espontânea e quando for publicada oportunidade na área dele, o profissional recebe um alerta”, diz.
 
No ano passado a missão teve 87 vagas anunciadas por nove empresas na área de tecnologia e usinagem. Nesse contexto, foram recebidos 3.416 currículos e quase a metade deles (48%) era de brasileiros. Ao todo, foram 238 entrevistas que renderam 34 contratações.
 
Segundo o ministério da imigração, diversidade e inclusão do Québec, província canadense de língua francesa, além do idioma, pesam a favor dos currículos de profissionais brasileiros interessados em trabalhar e morar na região a vaga a boa formação e as experiências relevantes. Ao lado dos brasileiros, mexicanos e colombianos também têm bom histórico de imigração para a província.
 
Uma dica da conselheira de atração de talentos é aproveitar até setembro para reforçar os estudos da língua francesa. “Dá tempo de se preparar”, afirma. O nível de domínio do idioma quem define são as empresas contratantes.
 
Segundo Janaina, mesmo profissionais que ainda não considerem que estão avançados no idioma devem se dar a chance de participar das entrevistas de emprego por Skype, em francês. “Deixem que as empresas avaliem e decidam”, recomenda.
 
O nível de francês era um dos temores do casal de brasileiros Tatyana Mendonça e Artur Minduca, analistas de TI hoje radicados na cidade de Québec. Eles contam como foi a experiência de imigração e quais os desafios enfrentados no vídeo abaixo, publicado no canal do Quebéc na Cabeça no Youtube:
 
 
 
Você S/A 
 

Comentários (0)


Fala Santos
E-mail: contato@falasantos.com.br
© 2010 Fala Santos. Todos os direitos reservados. site criado por