Culinária e Gastronomia
13/07/2017 - 10h06

Comida Di Buteco 2017: Bar de São Paulo leva título nacional de melhor boteco


Bar do Jão venceu a disputa com petisco Bacalhau da Dona Arminda. Estabelecimentos carioca e gaúcho ficaram com o 2º e 3º lugar, respectivamente.
 
O Bar do Jão, em São Paulo, foi eleito na noite desta terça-feira (11) o melhor boteco no Brasil no concurso Comida Di Buteco 2017. O bar paulistano venceu a competição com o petisco Bacalhau da Dona Arminda, quitute feito com lombo de bacalhau desfiado com quinoa, linhaça, cebola roxa, tomate e azeitona preta, servido em rodelas de pães regados com azeite de ervas e temperos especiais.
 
"É muita emoção, de verdade mesmo. Não esperava. A gente não conquista nada sozinho, entendeu. Depende de muito apoio, muita amizade, muita parceria e por isso que a gente está aqui”, comemorou Alexandre Alves Nunes, dono do Bar do João. E a noite foi embalada pelo som de Moacyr Luz e o Samba do Trabalhador.
 
Os cariocas ficaram em segundo lugar. O vice-campeção foi o Bar do David, que entrou na disputa com o petisco Saudosa Maloca. As iguarias são bolinhos de milho com queijo recheados com carne seca ao molho de azeitonas.
 
O terceiro lugar no pódio foi para o boteco gaúcho Tuim, de Porto Alegre. O petisco Navegar é Preciso, que consiste num bacalhau às natas com lula defumada, gratinado com torradinhas e parmesão, foi escolhido pelos jurados como um dos mais apetitosos do Brasil.
 
Com isso, se encerra o concurso, que computou 520 mil votos, teve 390 mil petiscos participantes vendidos e girou R$ 140 milhões em um mês da competição. Além disso, foram criados seis mil empregos diretos com a disputa e cinco milhões de pessoas foram impactadas diretamente.
 
Confira outros números do concurso:
 
8 Milhões de page views no site;
 
520 mil pessoas engajadas nas redes sociais;
 
80 mil downloads do app Comida di Buteco.
 
O Comida di Buteco ocorreu entre os dias 14 de abril e 14 de maio e o tema para a criação do tira-gosto participante foi "cereais". O público e três jurados por boteco visitaram os bares concorrentes e deram suas notas, que tiveram peso de 50% cada. Em maio, foram realizadas festas de premiação – Saideira -, onde foram anunciados os melhores de cada cidade.
 
Um novo comitê de jurados escolhido pelo concurso conheceu os vencedores de cada uma das 20 cidades e deram suas notas, apuradas pelo Instituto Vox Populi. Para garantir isenção, cada um dos campeões foi visitado por um jurado da própria cidade, e dois outros oriundos de outros estados, tendo assim tanto a visão local quanto a externa, buscando eliminar o “bairrismo”. O perfil dos jurados foi composto por técnicos ligados à gastronomia, jornalistas e apaixonados por botecos.
 
 
G1/RJ
 

Comentários (0)


Fala Santos
E-mail: contato@falasantos.com.br
© 2010 Fala Santos. Todos os direitos reservados. site criado por