Meio Ambiente
03/08/2017 - 05h59

Coleta seletiva de Santos cresce 47% com nova lei de reciclagem


Veículo de coleta seletiva passou a fazer três viagens por dia em alguns bairros.
 
O recolhimento de lixo reciclável em Santos, no litoral de São Paulo, cresceu cerca de 47% após a implantação do programa Recicla Santos, que foi instituído pela Lei 952. Os dados são da Secretaria de Meio Ambiente (Semam).
 
Segundo a Prefeitura de Santos, em junho, foram coletadas 274 toneladas de lixo reciclável. Já em julho, quando passou a vigorar o programa, a quantidade chegou a 402 toneladas. O veículo de coleta seletiva da Prefeitura passou a fazer três viagens em um único dia, nos bairros do Boqueirão e da Aparecida, por conta do crescimento da separação de materiais descartáveis. Na Ponta da Praia e no Embaré também houve grande adesão por parte dos moradores.
 
Além do serviço de recolhimento municipal, o lixo destinado aos galpões das duas cooperativas que atuam na Cidade provém de catadores avulsos e de caminhões de uma das entidades. O montante coletado, depois de passar por triagem, é vendido para indústrias, com a renda revertida aos cooperados.
 
Além disso, o ecoponto instalado no estacionamento do Praiamar Shopping funciona de segunda a sexta-feira, das 8h às 17h, e auxilia na reciclagem dos produtos. O material entregue pelo consumidor é transformado em bônus para compras no comércio conveniado.
 
Recicla Santos
 
O programa Recicla Santos foi instituído pela Lei 952, que entrou em vigor no dia 2 de julho e prevê multas a quem misturar, por exemplo, restos de alimentos com papel e plástico. Os geradores domésticos e os pequenos geradores comerciais continuam sendo atendidos normalmente pelo serviço público de coleta. Outra opção é entregar os recicláveis às cooperativas. Já os grandes geradores comerciais deverão contratar serviço próprio de recolhimento, transporte, separação e destinação final dos resíduos.
 
 
Da Redação
 

Comentários (0)


Fala Santos
E-mail: contato@falasantos.com.br
© 2010 Fala Santos. Todos os direitos reservados. site criado por