Cidades
08/08/2017 - 04h58

Após 28 anos, Diário Oficial de Santos impresso chega ao fim


Prefeitura alega que o fim do Diário Oficial representa economia, mas esquece que os 15 mil exemplares são bem procurados pela população sem acesso à informação.
 
A 1ª edição do Diário Oficial de Santos nasceu em 1º de janeiro de 1970, durante a ditadura militar, com publicação de atos oficiais, por força de decreto municipal.
 
O tabloide seguiu com este formato até junho de 1987, quando foi desativado pelo então prefeito Oswaldo Justo.
 
Foi retomado  em 19 de abril de 1989, como D.O. Urgente, durante o governo Telma de Souza (PT), e teve o nome alterado em 1997 com a chegada de Beto Mansur (PRB) à Prefeitura santista passando para a nomenclatura atual: Diário Oficial de Santos.
 
Agora, 30 anos após sua retomada, será na gestão do prefeito Paulo Alexandre Barbosa (PSDB) que ele definitivamente chegará ao fim no formato impresso, sinalizando – com ajuda do Poder Público – a falta de incentivo a esta tradicional plataforma de comunicação.
 
A data do último exemplar impresso já está marcada: dia 11 de agosto, a próxima sexta-feira.
 
Tiragem em queda
 
Com tiragem atual de 15 mil exemplares – chegou a tirar 35 mil exemplares com edições de até 40 páginas (um exagero com recursos públicos), a Prefeitura alega motivos econômicos e ambientais para decretar o fim do veículo, que ficará restrito apenas ao formato digital.
 
Esquece porém que Santos, com mais de 20% de sua população acima dos 60 anos, não disponibiliza internet a todos locais públicos (e nem todos sabem usá-la, diga de passagem).
 
A Prefeitura cita dois exemplos que decretaram o fim dos diários oficiais impressos: o estado de São Paulo e a cidade de São Paulo, ambos governados pelo PSDB, mesmo partido do prefeito Paulo Alexandre.
 
Pelo jeito, os tucanos odeiam jornal impresso e esquecem que eles são uma importante ferramenta de comunicação para muita gente, especialmente para quem não tem acesso à informação, direito do cidadão.
 
A alegação que o Diário Oficial será mantida no meio digital é falsa, pois hoje o mesmo já está disponível dentro desta plataforma. Apenas que os públicos são distintos.
 
Esquecem porém que a comunicação pública em todas as plataformas é um direito do cidadão e um dever do estado para atender a todos.
 
Confira a nota que a Prefeitura emitiu neste final de semana para falar sobre o fim do Diário Oficial.
 
DO passa a ser digital a partir do dia 14
 
A partir de 14 de agosto Santos vai virar uma página importante da história. O Diário Oficial no formato impresso será substituído pela versão online.
 
A comunicação digital já é uma realidade em diversos jornais tradicionais, que se modernizaram e migraram do impresso para a internet, e também nos diários oficiais do Estado de São Paulo e da cidade de São Paulo, só para ficar em dois exemplos públicos. Santos segue a mesma tendência mundial.
 
O conteúdo e a equipe de trabalho não mudam.
 
Os textos informativos e os atos oficiais permanecerão em sua integralidade.
 
O portal da Prefeitura (www.santos.sp.gov.br) ganhará novo layout a partir desta segunda (7), facilitando ainda mais a navegação e dando agilidade, pois o novo formato tem a vantagem de permitir a atualização da notícia.
 
A modernização implica em benefícios econômico, ambiental e na universalização do acesso.
 
A atualização da plataforma de comunicação contribui com a economia do cofre público. De agosto até 31 de dezembro, a Prefeitura deixará de gastar mais de R$ 500 mil entre impressão e distribuição dos 15 mil exemplares/dia, de segunda a sexta-feira.
 
A manutenção do impresso representaria uma despesa de R$ 1,6 milhão em 2018.
 
Como a impressão implica no consumo de 170 toneladas de papel/ano, a comunicação digital significa preservar 2.550 árvores, deixar de consumir 1,7 milhão de litros de água e 850 watts/hora de energia.
 
Por fim, o munícipe não dependerá mais de encontrar um exemplar do Diário Oficial na banca para ter acesso à informação. A página da Prefeitura na internet pode ser acessada 24 horas.
 
E o portal, que já tem 6,8 milhões de acessos por ano (18.600/dia) será amplificado pelo noticiário e atos oficiais.
 
E mais: em um mês serão instalados totens no Paço Municipal, Bom Prato dos Morros (Rua das Pedras s/nº, Morro São Bento), Centro da Juventude da Zona Noroeste (Rua Brigadeiro Faria Lima, s/nº, Rádio Clube) e no Espaço do Idoso (Rua Alfaia Rodrigues, 260, Aparecida).
 
São equipamentos para consultas da página da Prefeitura.
 
Outra vantagem da nova plataforma é a comodidade. A partir do dia 15, o munícipe também poderá receber em seu tablet e celular, de graça, o link com o endereço do Diário Oficial online.
 
Para isso haverá um espaço de destaque na página da Prefeitura para o internauta se inscrever e passar a receber diariamente a informação na palma da mão.
 
Em outubro, a versão eletrônica terá outras funcionalidades, ganhando em modernidade e acessibilidade, com uma versão mobile para acesso às notícias, tornando a leitura ainda mais fácil e agradável.
 
Confira o vídeo explicativo da Prefeitura
 
 
 
Da Redação
 

Comentários (0)


Fala Santos
E-mail: contato@falasantos.com.br
© 2010 Fala Santos. Todos os direitos reservados. site criado por