Meio Ambiente
24/08/2017 - 04h12

Iniciada catalogação de árvores junto aos canais


A Secretaria de Meio Ambiente (Semam) iniciou terça-feira (22) mais uma etapa do censo das árvores presentes no espaço urbano.
 
Desta vez, o trabalho se concentrará na arborização ao longo dos canais e o primeiro será o 7.
 
Para realizar o serviço, a equipe da Semam utiliza, pela primeira vez, um GPS, que permitirá georreferenciar a posição de cada árvore, possibilitando que o censo faça parte do Sistema de Informações Geográficas de Santos (SigSantos).   Além da espécie, a equipe também fará a catalogação de outros dados, como altura, produção de frutos, inclinação, presença de parasitas, diâmetro do tronco e da copa e interferências, como fiação e tubulações, entre outras.  
 
Atualmente, com base nas estimativas geradas pelo serviço de poda, Santos tem cerca de 35 mil árvores, de quase 120 espécies (há 10 anos eram cerca de 60 espécies). As mais numerosas são acácia, alecrim, aroeira, chapéu-de-sol, embiruçu, fícus, flamboyant, ingá, ipê, jambolão, manacá, pata-de-vaca, quaresmeira e saboneteira.
 
Os bairros com maior número de vegetais são Embaré e Aparecida.  
 
Escolas e praças
 
No ano passado, a Semam já havia concluído o censo de árvores em praças e escolas. O trabalho, sob responsabilidade da bióloga Sandra Pivelli, registrou 3.113 árvores de 118 espécies nas praças.   Desse total, 63% são exóticas (originárias de outros países), 37% nativas do Brasil e, destas, 25% oriundas da Mata Atlântica. Nas escolas, são 1.818 árvores de 124 espécies, sendo 24% nativas e 76% exóticas.
 
Já a Coordenadoria de Paisagismo (Copaisa/Seserp) fez dois levantamentos. O primeiro foi sobre o período de floração das espécies mais numerosas e o segundo, um censo das espécies de maior importância histórico-paisagística.
 
 
FalaSantos
 

Comentários (0)


Fala Santos
E-mail: contato@falasantos.com.br
© 2010 Fala Santos. Todos os direitos reservados. site criado por