Educação
20/09/2017 - 09h19

Direito é atualmente o curso superior mais popular no Brasil


Quais são os atrativos profissionais que levam 214.562 jovens a se matricular em direito em um único ano?
 
Direito é campeão no número de ingressantes dentre todos os cursos superiores oferecidos no Brasil. A busca pela carreira jurídica registra crescimento progressivo: nos últimos cinco anos, o aumento nas matrículas foi de 35%, conforme levantamento do Censo da Educação Superior.
 
Esses dados são os usados pelo RUF (Ranking Universitário Folha) para identificar as carreiras mais populares e eleger quais serão avaliadas.
 
Ainda que a tradição da área justifique uma parte dessa grande procura, especialistas acreditam que outros fatores têm contribuído para esse interesse crescente pelo bacharelado em direito.
 
As explicações vão desde o aumento expressivo da oferta de cursos à espetacularização da Operação Lava Jato, que colocou em evidência o trabalho de advogado, juiz, promotor, procurador.
 
 
"A Lava Jato trouxe uma notoriedade para a profissão porque os eventos começaram a ser televisionados. O adolescente que está se preparando para o vestibular assiste ao vivo ao juiz de toga, aos procuradores da República e, claro, acaba se afeiçoando por eles e pela carreira", analisa Ludimila Rodrigues, 27, presidente do diretório acadêmico da Faculdade de Direito Damásio.
 
Aluna do oitavo semestre do curso de direito, Ludimila afirma que nos últimos semestres, é comum que os novatos cheguem à instituição ávidos por discutir a conjuntura e, em especial, esse tipo de atuação do Judiciário.
O coordenador do curso de direito do Mackenzie, Carlos Eduardo Camillo, concorda com esse apelo da realidade imediata. "No olho do furacão pelo qual a nação passa, a profissão parece ser uma abertura para um Brasil melhor. Não tenha dúvida disso. Mas não é só isso."
 
Idealismo à parte, Camillo lembra que, cada vez mais, o estudante quer e precisa acelerar a sua entrada no mercado de trabalho. E o direito, mais do que a maioria das profissões, é uma área pródiga em estágios.
 
NOVAS ÁREAS
 
"Existe um mercado firme e consolidado para o estagiário em direito. O aluno já faz a matrícula sabendo que ele terá um trabalho remunerado durante boa parte do seu curso", afirma o coordenador do Mackenzie.
 
Soma-se a isso a ampliação do espectro de atividades para o bacharel. "Existem áreas novas surgindo o tempo inteiro. Diariamente o profissional é chamado para novos desafios, muitos deles ligados à inovação e à tecnologia", afirma Thiago Bottino, que é coordenador do curso de direito da FGV-Rio (Fundação Getulio Vargas).
 
"É tanta demanda que, mesmo que você tenha muitos cursos e muita gente terminando a faculdade, ainda assim há carência de bons profissionais no mercado."
 
Bottino se refere ao problema da formação deficitária de boa parte dos egressos, um fenômeno atestado anualmente pelo exame da OAB (Ordem dos Advogados do Brasil), em que apenas 25% dos 300 mil candidatos inscritos são aprovados pela entidade e recebem permissão para atuar como advogado.
 
Esse percentual de aprovação reflete uma "proliferação indiscriminada de vagas em direito" que ocorreu ao longo da última década, de acordo com Claudio Lamachia, presidente nacional da OAB.
 
"Não é a prova que é muito difícil, ao contrário do que muitos dizem. O fato é que muitas faculdades não oferecem cursos que prezam o ensino jurídico em primeiro lugar. Vendem um sonho ao estudante –e não entregam."
 
 
RUF - Ranking Universitário Folha
 

Comentários (0)


Fala Santos
E-mail: contato@falasantos.com.br
© 2010 Fala Santos. Todos os direitos reservados. site criado por