Cultura e Entretenimento
03/10/2017 - 08h58

Valongo Festival Internacional da Imagem começa nesta quarta-feira (4)


Evento vai ocupar o Centro com fotografias, narrativas visuais, workshops, mesas de debates e música. A abertura terá a presença do rapper Sapiência
 
Recém-chegado de sua primeira turnê internacional, o rapper Rincon Sapiência é o convidado especial da noite de abertura da 2ª edição do Valongo Festival Internacional da Imagem, que começa na quarta-feira (4), às 10h. Idealizado e promovido pelo Estúdio Madalena, de São Paulo, em parceria com a Secretaria de Turismo de Santos, a programação se prolonga até o dia 8, ocupando oito diferentes espaços do Centro Histórico com fotografias, vídeos, publicações, narrativas visuais, workshops, mesas de debates e música.
 
O foco desta edição é a discussão em torno da imagem, em debates sobre linguagem, prática documental e artística para a construção da imagem de um País e o planejamento de seus novos rumos, conforme explicam Iatã Cannabrava e Thamyres Matarozzi. A entrada é gratuita e, dependendo da atividade, há inscrições por ordem de chegada.
 
Lermbrando a necessidade de “registrar o presente para reinventar o amanhã”, eles frisam que o festival é uma “convocação a fotógrafos, filmmakers, ninjas de ofício e todos aqueles que utilizam as imagens técnicas com ousadia e criatividade para escutar, olhar e registrar o Brasil”. 
 
A intenção, prosseguiram Iatã e Thamyres, é incentivar a sociedade brasileira a desenvolver uma cultura sólida e sistemática de documentação, bem como promover o resgate e acervo dos materiais já produzidos. O festival, afirmam, funciona como plataforma para o lançamento de um movimento que busca ampliar as bases de construção dessa memória, que denominam RGB – Registro Geral Brasileiro.
 
Exposições 
 
A série Excessocenus, o novo trabalho da espanhola Cristina de Middel com Bruno Morais, abre na quarta, às 10h, a programação da Casa da Frontaria Azulejada (R. do Comércio, 92). A mostra dos fotógrafos, que pode ser visitada até as 22h, até o dia 8, faz referência aos excessos, nas mais diferentes formas, da vida contemporânea. 
 
Nos mesmos dias e horários, o Arcos do Valongo (R. Comendador Neto, 3) será ocupado por Mercúrio e White Noise, duas séries do artista portugue^s António Júlio Duarte, com imagens ultra-brilhantes que enfocam o falso luxo, o desperdício e o rosto do poder. Em O Candidato, terceira série, o artista apresenta imagens de uma eleição política, aparentemente democrática. 
 
Arena
 
A artista espanhola Cristina de Middel, Bruno Morais e o curador Horacio Fernández estão na primeira mesa da Arena, marcada para as 20h, no Teatro Guarany. A noite segue no Arcos do Valongo, com um bate-papo com o rapper Rincon Sapiência, às 22h, seguido de um pocket show. A partir de quinta-feira, haverá atividades simultâneas em todos os espaços do festival. 
 
As mesas de debate sobre políticas públicas e cultura começam às 11h e o Espaço Coletivo de Publicações terá um ciclo completo de atividades entre as 10h e as 19h. Dentre elas, a Feira Plana, o Lab Print e Editora Madalena, exposições coletivas, projeções, lançamentos de fotolivros e leituras de portfólios. 
 
Todas as noites, além das mesas no Teatro Guarany, o Arcos do Valongo vai abrigar festas, projeções de filmes e debates. Na sexta-feira, a noite é do coletivo ativista Mídia Ninja: uma Vigília Cívica. Veja a programação completa aqui.
 
 
Da Redação
 

Comentários (0)


Fala Santos
E-mail: contato@falasantos.com.br
© 2010 Fala Santos. Todos os direitos reservados. site criado por