Saúde
04/10/2017 - 09h10

Informação e exames são essenciais para a detecção do câncer de mama


Há três anos, a dona de casa Elisabete Marquez Brites, 61 anos, realizou uma mamografia de rotina que apresentou alteração no resultado. Após outros exames, veio a confirmação de câncer de mama. A doença foi superada e agora ela faz o alerta a outras mulheres da importância do diagnóstico precoce para o sucesso no tratamento contra este tipo de câncer, o de maior incidência na população feminina.
 
“Eu indico que façam a mamografia, porque é muito importante. Eu, por exemplo, não tinha caso na família e a doença apareceu assim, do nada”, disse Elisabete, que participou na manhã desta segunda (2) do lançamento da programação do Outubro Rosa 2017, parceria entre a Prefeitura de Santos e o Instituto Neo Mama.
 
Entre os pontos altos estão a 8ª Caminhada e a 3ª Remada Oficial no dia 22 de outubro, a partir das 11h, na orla da Ponta da Praia. Durante todo o mês, de segunda a sexta (9h às 16h), as munícipes de Santos com mais de 40 anos podem procurar o setor de Enfermagem da policlínica de referência dos seus bairros para avaliação e, se necessário, será pedido exame de mamografia. As pacientes serão encaminhadas para a Afip (prestadora da Prefeitura) ou AME (governo estadual).
 
A recomendação no Brasil, atualizada em 2015, é para que mulheres entre 50 e 69 anos façam uma mamografia a cada dois anos. Santos também oferta a mamografia para mulheres com mais de 40 anos que nunca realizaram o exame, com histórico de casos na família (mãe, avó etc.) ou em casos suspeitos da doença. “Aqui em Santos, as mulheres com mais de 40 anos podem ir às unidades e participar da campanha. É um ganho para a Cidade e um exemplo que deve ser replicado”, destacou a presidente do Instituto Neo Mama, Gilze Francisco.
 
De acordo com o secretário de Saúde, Fábio Ferraz, em média são solicitadas 1 mil mamografias por mês na rede municipal. “Por conta do trabalho de conscientização do Outubro Rosa, chegamos ao número 1.800 mamografias neste mês”.
 
Atividades
 
Durante o mês está prevista a tradicional iluminação de rosa de prédios e espaços públicos, como a Pinacoteca Benedicto Calixto e o eixo turístico do Gonzaga (Av. Ana Costa, próximo à praia).
 
O Instituto da Mulher e Gestante (Av. Conselheiro Nébias, 453) realizou nesta segunda (2) oficina de beleza. No dia 9, a unidade terá dança circular, no dia 23 oficina de psicodrama e, dia 30, oficina de mandala. Todas ocorrem a partir das 9h e para participar basta comparecer à unidade.
 
No dia 17, haverá um passeio no Orquidário e interessadas devem se inscrever, até dia 11, presencialmente com a equipe Psicossocial.
 
Nas policlínicas, além da mamografia, também poderá ser marcada a coleta do exame preventivo do câncer de colo do útero (Papanicolau). Após os resultados dos exames, as mulheres terão consulta agendada com o médico das respectivas unidades. Aquelas com alterações, serão acompanhadas pela equipe multiprofissional do Instituto da Mulher.
 
Capep-Saúde terá atividades para servidoras
 
A Capep-Saúde também terá programação alusiva ao Outubro Rosa para as servidoras municipais e dependentes dos mutuários. As atividades serão realizadas na Casa do Servidor (Rua Ceará, 11, Pompeia) mediante inscrição presencial, por telefone 3205-5020 ou projetoscapep@capepsaude.com.br.
 
No dia 18, às 19h, haverá dança circular com as professoras Adriana Aires e Elaine Martins, da Secretaria de Cultura; dia 23, das 11h às 13h e das 14h às 18h, corte de cabelo com doação de mechas em prol do Instituto Neo Mama, com as cabeleireiras Rosângela Vitório e Isabel Feitosa, do salão Mulher Bonita; dia 24, às 16h, a palestra Prevenção de Câncer de Mama, com Adriana Garcia do Centro Integrado de Tratamento Ambulatorial do Câncer (Citac).
 
SAIBA MAIS
 
Fatores de risco
 
O câncer de mama não tem uma causa única. Diversos fatores estão relacionados ao aumento do risco, tais como a idade, história reprodutiva, fatores genéticos/hereditários e comportamentais (obesidade, tabagismo, ingestão de bebida alcoólica e outros). Mulheres mais velhas, sobretudo a partir dos 50 anos de idade, também têm maior risco de desenvolver câncer de mama.
 
Mamografias
 
Mulheres com mais de 40 anos que nunca realizaram o exame, com histórico de casos na família (mãe, avó etc) ou em casos suspeitos da doença também podem fazer. As moradoras de outras cidades da Baixada Santista devem procurar as unidades básicas dos seus municípios. Todas as mulheres de 50 a 69 anos, podem marcar os exames sem pedido médico no programa estadual Mulheres de Peito (telefone 0800-779000).
 
Leia mais sobre o assunto aqui
 
 
Da Redação
 

Comentários (0)


Fala Santos
E-mail: contato@falasantos.com.br
© 2010 Fala Santos. Todos os direitos reservados. site criado por