Ciência
01/01/2018 - 02h43

O que nos espera em 2018?


Ufa! 2017 foi, digamos, agitado. Mas o ano que se inicia será mais suave? Confira as previsões dos astrólogos George Jorge e Márcia Bernardo

O astro que estará em destaque em 2018 para o mundo será Saturno, no signo de Capricórnio. Portanto, um ano de responsabilidades, reparações e revelações.
 
Tempo para acerto de pendências
 
Iniciamos o ano com um ângulo harmoniosos entre Júpiter e Plutão, que promovem bons resultados econômicos, créditos, com tendência de começar a dar novos saltos. Nada ainda é definitivo, porém com demandas importantes de crescimento e recuperação. Período propício para acertos de pendências.
 
Outro aspecto mundial de relevância está o bom ângulo entre Júpiter e Netuno em signos de água. Estes astros são os regentes do signo de Peixes, portanto teremos em pauta religião, espiritualidade e artes, como também trabalhos sociais amplos, com o objetivo de minimizar as dores e o sofrimento. Apesar de uma boa parte do mundo viver em conflito, com essa posição, teremos uma outra grande parte lutando por dias melhores e mais nobres. É uma indicação de proteção que o céu está nos oferecendo. 
 
Nos aspectos práticos, podemos dizer que os temas gás, óleo, petróleo e tudo o que está relacionado com o mar e navegação serão beneficiados. Esses aspectos harmoniosos são preparatórios para os alinhamentos planetários sérios que teremos lá na frente, entre astros poderosos.
 
A entrada de Saturno em Capricórnio, em dezembro de 2017, onde atualmente já se encontra Plutão, indica a necessidade de regras, responsabilidade, compromisso, deveres e obrigações, com a certeza de que nada deve ficar escondido, e sim ser exposto com clareza. Será um dos grandes destaques, pois Saturno ficará em Capricórnio até 2020.
 
Transações financeiras
 
Urano entrará no signo de Touro em maio e ficará durante sete anos. Representa a revolução e o progresso, estando nessa posição teremos nos próximos anos alterações no mercado de capitais, mudança na moeda e todas as formas de transação, incluindo as bancárias. A forma como se trata a moeda e o papel terá uma significativa mudança e com isso irá gerar um enorme controle.
 
Estamos atravessando um período em que esses astros apontam novas propostas para os próximos anos e terá como meta a necessidade de um reaproveitamento do que já existe, dando uma cara nova, mas nada ficará no mesmo lugar. Fazer algo novo do que você já conhece é uma excelente oportunidade de repensar em como está utilizando seus recursos. Ser criativo é uma grande solução para a maioria dos problemas que podemos enfrentar.
 
Eclipse: período para evitar início de projetos
 
Os Eclipses representam crises e estimulam situações que estavam paralisadas. Têm efeitos sobre o campo eletromagnético da Terra e são indicadores de sérios problemas geográficos. Deve-se evitar o início de projetos ou alguma programação importante durante esse período. A região do mundo em que cai um Eclipse é um indicador de problemas sérios nessas regiões.
 
Lunar Total - 31/01 a 11°37´ Leão.
Solar Parcial - 15/02 a 27°08´ Aquário.
Solar Parcial - 13/07 a 20°41 Câncer.
Lunar Total - 27/07 a 04°45´ Aquário.
Solar Parcial - 11/08 a 18°42´ Leão.
 
No Brasil, mais confusão e incertezas
 
O astro Netuno continua se opondo ao signo do Brasil e isso significa que ainda teremos confusão, incerteza e a sensação de perda de identidade do nosso governante. A figura do presidente fica mais enfraquecida e sem propósito. Este talvez seja um dos aspectos mais desgastantes do ano, no qual não haverá certeza do que irá se apresentar. Teremos a sensação de que estamos sendo enganados, usando lentes cor de rosa todo o tempo.
 
O astro Saturno na casa 11 terá a missão de colocar ordem no Congresso, mostrando duramente o que precisa ser consertado. Não teremos resultados rápidos e nem retorno imediato, mas um aumento de responsabilidade e a tendência a apertar o cerco nas instituições, organizações, sindicatos, clubes e repartições.
 
Um dos destaques para o Brasil em 2018 é a posição de Júpiter na casa 10, que acontece a cada 12 anos e perdura por apenas um ano. Esse astro é um indicador de crescimento, expansão e oportunidades e se encontra num ponto estratégico, promovendo prosperidade, mesmo não sendo tão real. Já convivemos com essa posição em outros tempos (1994 e 2006) e a necessidade de uma retomada do prestígio do país lá fora ficará em relevância. Significa que não pouparão esforços para que o mercado interno possua melhores condições. 
 
O povo sentirá uma sensação de que tudo estará crescendo e se desenvolvendo. Representa um novo ciclo de prosperidade para o país. Tudo o que for feito em 2018 deverá ser bem executado, para que os resultados sejam vistos no próximo ano. Temas como esportes e Copa do Mundo estão num ciclo próspero.
 
Em Santos, tendência para problemas
 
O mapa astrológico de Santos é um mapa ainda secundário, pois levamos em consideração quando se elevou à categoria de cidade, portanto utilizamos este e o do prefeito em exercício.
 
Algumas configurações indicam um ano em que poderá haver erros de investimentos financeiros e causar danos nos resultados, pelo excesso de confiança, que irá gerar gastos abusivos. É o uso incorreto do dinheiro. As questões de ordem jurídica, taxas e impostos tendem a apresentar problemas. Deve-se dar mais atenção para o turismo da cidade. O mapa do prefeito apresenta transformações significativas.
 
No Santos FC, hora de fazer diferente
 
No ano passado, dissemos que o clube iria passar por uma renovação em 2017, e essa tendência se mantém em 2018. O astro Urano é o indicador de revoluções, renovações e também estresse interno. Novas conquistas acontecem e deve-se estar aberto a tudo o que for novo e diferenciado. Apresentar novas propostas, na tecnologia e contar com o imprevisto. É importante sair da mesmice e fazer diferente.
 
 
George Jorge e Márcia Bernardo / Jornal da Orla 
 

Comentários (0)


Fala Santos
E-mail: contato@falasantos.com.br
© 2010 Fala Santos. Todos os direitos reservados. site criado por