Tecnologia
09/01/2018 - 03h00

Site ajuda a achar o amor depois dos 40


O Coroa Metade, que chegou à marca de 315 mil cadastros e 54 casamentos realizados, é voltado para pessoas a partir dos 40 anos e lançou recentemente o aplicativo para iOS e Android
 
Aos 43 anos o jornalista Airton Gontow se separou. Até encontrar sua nova esposa, dois anos depois, diz que vivenciou dificuldades de um homem mais velho para encontrar companhia, mesmo sem se considerar uma pessoa tímida.
 
“A gente já não está mais na faculdade, muitas vezes não tem vontade de frequentar baladas e geralmente não quer se envolver afetivamente com alguém do trabalho. Um dia, fui à festa de uns amigos que se formaram juntos e percebi pelo menos 60% deles eram solteiros, viúvos ou divorciados”, justifica.
Durante as conversas, Airton conta que as queixas mais frequentes eram as dificuldades para encontrar pessoas com ­interesse em dividir a vida por mais de uma noite.  
 
“Voltei para casa pensando em criar alguma coisa para esse público. Aí surgiu a ideia de criar um site de relacionamento. Como existem muitos, teria de ser um específico para o público maduro e assim nasceu o Coroa Metade”, explica o idealizador.
 
Site
 
O Coroa Metade, que chegou à marca de 315 mil cadastros e 54 casamentos realizados, é voltado para pessoas a partir dos 40 anos e lançou recentemente o aplicativo para iOS e Android. “A idade torna as pessoas mais seletivas. O site é procurado basicamente por homens e mulheres que não têm tempo a perder em encontros sem sentido, mas que ainda acreditam que é possível encontrar a sua coroa metade”, conta Gontow.
 
Segundo ele, de janeiro de 2016 ao final de 2017, o número de cadastros aumentou de 92 mil para 315 mil. Para 2018, Gontow projeta um crescimento de 150%. Para manter a segurança dos usuários, todos os perfis cadastrados são analisados pela equipe física do site e só liberados 24 horas depois.
 
Mas, o desafio maior, segundo Airton, é atrair para o Coroa Metade um número maior de homens. “Temos hoje 38% de homens e 62% de mulheres. Isso porque quando uma mulher gosta do site, ela conta para dez ou mais amigas. Já o homem não conta para ninguém. E não é por medo de concorrência, mas por temor sobre o que o amigo dirá”, declara.
 
Mesmo assim, ele é otimista ao contar as histórias dos diversos casais que já uniu. “O termo relacionamento virtual não é completamente correto, afinal, o meio é que virtual. O site serve para aproximar as pessoas, mas o que continua importando é a hora do encontro real. O que vale é o olhar, o cheiro, o toque, o beijo, a energia. Não somos máquinas. Mesmo com toda a mecanização do mundo moderno, continuamos a ser, felizmente, absolutamente humanos”.  
 
Confira algumas dicas para montar um perfil virtual verdadeiro e ­interessante:
 
1 - Procure colocar fotos e preencher todo o seu perfil, assim como o perfil que você procura. Isso aumenta em cerca de dez vezes as chances de bons resultados;
 
2 - Seja verdadeiro em seu perfil. Quanto mais realista você for, mais atrairá pessoas que procuram por alguém como você. Mais que a quantidade de pessoas, importa a qualidade, de acordo com o que você deseja;
 
3 - Escolha, claro, fotos que mostram seus melhores ângulos, mas nunca, em hipótese alguma, fotos antigas que não revelam como você é hoje;
 
4 - Não deixe que a carência afetiva faça com que você se desvie do que você procura no site. É claro que o amor pode surpreender e não dá para ser completamente fechado em determinados perfis. Mas, por exemplo, se você não deseja, em hipótese alguma, namorar com uma pessoa que fume ou que more em outro estado, não gaste seu tempo conversando com pessoas com esse perfil ou, principalmente, marcando encontros, a não ser que sua busca seja por novos amigos.
 
5 - Como em todas as situações da vida, preste atenção nos pequenos detalhes. Se a pessoa que está se interessando por você perguntar três vezes, ainda que em dias diferentes, qual é a sua profissão ou quantos filhos você tem, é um forte indício de que o interesse não é real ou que ela está flertando ao mesmo tempo com várias pessoas; se diz que é médica e, uma semana depois, conta que é advogada, fica claro que está mentindo...
 
6 - Quando marcar o primeiro encontro, faça sempre em um lugar público, como um shopping center. Não deixe a pessoa buscar você em casa. Vá por conta própria. Peça para alguém telefonar para você, e responda algo do tipo: “cheguei, sim está tudo bem. Estou aqui no Shopping Center tal...”, para deixar claro que seus amigos e parentes sabem que você foi encontrar uma pessoa que conheceu no site. Na hora de voltar, por mais simpática e atraente que a pessoa seja, retorne também por conta própria. A imensa maioria das pessoas tem boas intenções, mas é preciso tomar os mesmos procedimentos que você teria, por exemplo, em um barzinho, quando alguém olha para você e inicia uma conversa.
 
 
Vanessa Pimentel / Diário do Litoral 
 

Comentários (0)


Fala Santos
E-mail: contato@falasantos.com.br
© 2010 Fala Santos. Todos os direitos reservados. site criado por