Política
18/04/2018 - 06h11

MST invade fazenda de Oscar Maroni em retaliação à festa pela prisão de Lula


Grupo protestou em afiliada da Globo
 
 
O MST (Movimento dos Trabalhadores Sem-Terra) invadiu na manhã desta 3ª feira (17.abr.2018) uma fazenda do empresário Oscar Maroni localizada em Araçatuba (SP). Cerca de 300 manifestantes ocupam o espaço de 1700 hectares. Segundo o movimento, é a 4ª vez que a área é ocupada.
 
A ocupação é uma retaliação à “festa” promovida por Maroni no Bahamas Club em 7 de abril após a prisão do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT). Na ocasião, o empresário expôs uma mulher nua à frente de pôsteres da presidente do STF (Supremo Tribunal Federal), ministra Cármen Lúcia, e do juiz federal Sérgio Moro.
 
“O MST exige que a área seja destinada para a Reforma Agrária e, posteriormente, para a construção de um assentamento onde as famílias possam morar e produzir alimentos agroecológicos, trabalhando sob relações de gênero igualitárias”, diz o movimento em nota.
 
A ocupação faz parte da Jornada Nacional de Lutas pela Reforma Agrária.
 
Oscar Maroni é conhecido por gerenciar uma boate onde há prostituição feminina. Em 2007, foi preso por formação de quadrilha, tráfico de mulheres e favorecimento à prostituição. Foi solto em 2009.
 
Já em 2011, foi condenado a 11 anos e 8 meses de reclusão por favorecimento à prostituição e manutenção de local destinado a encontros libidinosos. Em abril do ano passado, foi absolvido pelo STJ (Superior Tribunal de Justiça).
 
PROTESTO NA BAHIA
 
O MST também ocupou no início da manhã o estacionamento da Rede Bahia, emissora afiliada à TV Globo. Após negociação com a Polícia Militar da Bahia, o grupo desocupou o espaço às 10h.

 
 
Poder 36
 

Comentários (0)


Fala Santos
E-mail: contato@falasantos.com.br
© 2010 Fala Santos. Todos os direitos reservados. site criado por