Sindical
24/05/2018 - 11h15

Operadores de guindastes e empilhadeiras elegem nova diretoria para o quadriênio 2018/2022




Considerada no cenário nacional uma das mais importantes entidades representativas de trabalhadores portuários, o Sindicato dos Operadores de Guindastes e Empilhadeiras do Estado de São Paulo (Sindogeesp) realiza eleição na próxima quinta (24) e sexta-feira (25) para diretoria, conselho fiscal, delegados junto à federação da categoria e respectivos suplentes, para o mandato 2018/2022.
 
Com 656 associados da ativa e aposentados aptos ao voto, o pleito eleitoral contará com a participação de chapa única liderada pelo atual vice-presidente, Paulo Antônio da Rocha, que assumirá o comando do Sindogeesp em substituição a Guilherme do Amaral Távora, que se aposenta da militância sindical e deixa o posto após nove mandatos, dos quais sete consecutivos, em 29 anos à frente dos operadores de guindastes e empilhadeiras.
 
Além de Rocha, a nova administração contará com Valdemar Novaes Coelho, Manuel Luiz Bernardo, Jair da Silva Rebello Júnior, Sérgio Matias Nazaré, Carlos Eduardo Brunetto e Antônio Ricardo Gomes do Nascimento. O Conselho Fiscal será formado por Otávio Martins Ribeiro, Osvaldo de França Matos e Elias Chamiso. Já os delegados na Federação Nacional dos Portuários (FNP) serão Sérgio Aparecido de Lima e Wilson Amorim Castro.
 
Entre as principais propostas de trabalho da futura gestão está o fortalecimento da categoria e a defesa do mercado de trabalho, avulso e vinculado. "Temos como premissa básica o crescimento do Sindogeesp e nesse sentido vamos intensificar ações para integrar e unir ainda mais os companheiros avulsos, vinculados e aposentados, objetivando uma maior valorização da categoria com a consequente manutenção e ampliação dos postos de serviços através dos diversos acordos coletivos de trabalho que mantemos com as empresas e terminais especializados que atuam no Porto de Santos", disse Paulo da Rocha, que também pretende negociar com o Sindicato dos Operadores Portuários do Estado de São Paulo (Sopesp) uma convenção coletiva de trabalho prevendo inclusive regras disciplinares. 
 
O treinamento e qualificação dos operadores ligados ao Sindogeesp segue como uma das principais bandeiras. "Independentemente dos cursos fornecidos pela Marinha e pelo Órgão Gestor de Mão de Obra, a capacitação profissional será sempre prioridade e por isso vamos reforçar os nossos entendimentos com os terminais visando manter os trabalhadores avulsos e vinculados sempre atualizados diante de um processo contínuo de modernização das máquinas e equipamentos utilizados no segmento portuário", pontuou.
 
Os efeitos da Reforma Trabalhista também estão na pauta da futura direção. "Pretendemos implementar um novo ciclo de ações político-sindicais para que possamos fazer frente aos desafios impostos pela atual conjuntura laboral, sobretudo para evitarmos a precarização da mão de obra portuária e a terceirização ampla e irrestrita prevista na tal reforma, que se constituem em séria ameaça aos trabalhadores que exercem a atividade-fim", ressaltou o sindicalista. 
 
A defesa dos interesses dos aposentados e pensionistas é outra prioridade. "Considerando que as mudanças na Previdência Social já antecipadas pelo Governo Temer poderão afetar não só os atuais bem como os futuros aposentados, vamos intensificar nossas ações junto à base e demais esferas sindicais representativas superiores uma vez que de forma alguma iremos aceitar qualquer retrocesso", afirmou o dirigente, ressaltando que o Sindogeesp lutará pelo modelo de previdência pública, universalização dos benefícios e fim do fator previdenciário.
 
No âmbito interno, a reforma do estatuto social do sindicato, a reestruturação do atendimento ambulatorial e o incremento dos programas assistenciais estão entre os projetos da nova administração. "Vamos acentuar as atividades nas áreas social e assistencial destinadas aos associados avulsos, vinculados, aposentados e respectivos dependentes, com destaque para os atendimentos odontológico, cardiológico, ginecológico e clínico geral realizados na sede da entidade", explicou Paulo da Rocha.
 
Ele afirma que o sindicato irá ampliar a grade de parcerias nos campos da saúde, através de farmácias e drogarias, clínicas laboratoriais, médicos, terapeutas e outros, assim como na cultura e entretenimento, esportes, gastronomia, serviços, turismo e etc. Na área da educação estão previstos novos convênios com estabelecimentos voltados para o ensino básico, fundamental e médio, universidades e faculdades da Baixada Santista, escolas técnicas e profissionalizantes, de idiomas, informática e outras.
 
Os sempre badalados e concorridos eventos realizados em datas comemorativas, tais como o Dia das Mães, Dia das Mulheres, Dia dos Pais, Dia das Crianças, e principalmente o tradicional Café da Manhã também serão alvo de atenção especial da direção que assume no próximo dia 10 de agosto. "São medidas e processos que visam fomentar, fortalecer os laços de amizade e proporcionar uma significativa melhora na qualidade de vida da família Sindogeesp", concluiu.
 
Na suplência da diretoria estarão Fábio Távora Amado, Alessandro de Abreu, Ricardo Luiz da Silva, Arlindo Andrade Oliveira Filho, Adalberto Góes Nascimento, Mário Roberto Pinto de Almeida e Jurandir Cabral da Conceição, ficando no conselho fiscal suplementar os portuários Artur Carvalho dos Santos, Valdinei Costa e Carlos Eduardo dos Santos. José Luiz Teixeira da Cruz e Armando Gaudêncio Borges Neto serão os delegados substitutos. 
 
A votação ocorrerá na sede do Sindogeesp, que fica na Rua Manoel Tourinho, 168, Macuco, em Santos.


AssCom Sindogeesp / Denise Campos De Giulio
 

Comentários (0)


Fala Santos
E-mail: contato@falasantos.com.br
© 2010 Fala Santos. Todos os direitos reservados. site criado por