Meio Ambiente
06/06/2018 - 04h25

Associação internacional quer acabar com lixo marinho em Santos




Santos será referência mundial em soluções para eliminar a emissão de resíduos sólidos ao mar. A Cidade é a primeira a integrar a nova fase da campanha de combate ao lixo marinho da ISWA (International Solid Waste Association), lançada em outubro de 2017.
 
O objetivo da associação, com sede na Áustria, é oferecer assistência prática para identificar as fontes de impacto no meio ambiente marinho e traçar ações para que esse tipo de resíduo não chegue aos mares e oceanos. A ISWA tem representantes em mais de 70 países.
 
Pelo relatório da instituição, um dos problemas principais no planeta é o lixo jogado no mar. Se até o ano 2050 nada for feito, haverá mais resíduos sólidos nos oceanos do que peixes, explicou o vice-presidente da ISWA, Carlos Silva Filho. Ainda conforme a entidade, 80% do lixo marinho tem fonte terrestre, originário de ação humana.
 
O convênio entre Prefeitura e a associação internacional foi assinado nesta terça-feira (5) – Dia mundial do Meio Ambiente-, na Sala Princesa Isabel, no Paço Municipal, na presença de representantes dos poderes municipal, legislativo e da sociedade civil ligados ao movimento.
 
AÇÕES
 
Segundo o secretário Marcos Libório, técnicos da ISWA farão capacitações com servidores da Prefeitura e integrantes de empresas do setor. “Ou seja, logística, recolhimento, limpeza e aprovação de projetos para que possamos apontar onde estamos falhando. Se hoje há presença de resíduos sólidos no mar, é porque estamos falhando”.
 
Especialistas farão um raio-X para identificar quanto é gerado de resíduo, onde está a concentração, quanto é retirado de resíduos das praias durante a semana, nos finais de semana e feriados, entre outros estudos. A avaliação será enviada aos técnicos internacionais que irão elaborar as ações prioritárias e debater em Santos com técnicos da Prefeitura e de outras entidades em workshop previsto para agosto ou dezembro.
 
De acordo com o vice-presidente da ISWA, Carlos Silva Filho, a partir das ações, será traçado um plano estratégico para Santos eliminar o lixo marinho. “Vamos trabalhar ações de curto prazo, mas também de médio e longo prazo, porque podem envolver mudança de comportamento social”. O convênio assinado terá duração de 12 meses, podendo ser renovado.    
 
Confira aqui toda a programação da Semana do Meio Ambiente.
 
 
Da Redação
 

Comentários (0)


Fala Santos
E-mail: contato@falasantos.com.br
© 2010 Fala Santos. Todos os direitos reservados. site criado por