Economia
26/06/2018 - 04h32

Fórum Economia na Baixada: investimento em educação é um dos caminhos para retomada


A esperança de retomada no crescimento da economia com investimentos do governo estadual em dois projetos ligados à educação e crescimento do pré-sal foram temas apresentados na abertura do Fórum ‘A Economia na Baixada Santista’, no auditório do Tribuna Square (Rua João Pessoa, 350, Centro).
 
Participando da abertura do evento, o prefeito Paulo Alexandre Barbosa falou aos presentes sobre primeiros sinais do reaquecimento econômico na Cidade. “Neste primeiro semestre, tivemos um saldo positivo com geração de emprego na Cidade, algo que não ocorria há algum tempo. A admissão foi maior que demissão”. Indicadores apontam ainda o aumento da arrecadação de tributos e benefícios para a economia a médio e longo prazos, segundo o chefe do Executivo.
 
Em fase implementação está o Programa Alistamento Civil Voluntário, que começa em 16 cidades do Estado, com 5 mil rapazes. Na região, abrangerá 800 de São Vicente. Será voltado para os jovens dispensados do serviço militar, que serão recrutados voluntariamente para trabalhar por quatro horas em prol da sociedade, receber bolsa auxílio por isso e fazer um curso técnico. De acordo com o governador, em 2019 a expectativa é de ter 80 mil rapazes participando em todas as cidades do Estado.
 
“É grande alternativa de mudar esse formato de criar mais polícias e mais presídios. Hoje estão em obras nove presídios. A gente quer fazer uma inversão com esse projeto de evitar que esses meninos cheguem nesse estágio. Serão tutelados por um militar da ativa ou aposentado, andarão uniformizados e serão obrigados a voltar a estudar. É uma chance de ter profissão e um resgate dos meninos de maior vulnerabilidade”, explicou o governador do Estado, Márcio França.
 
Outra vertente citada no encontro que deve mudar o cenário da economia a médio e longo prazos é a ampliação de vagas da Univesp – Universidade Virtual de São Paulo, instituição pública de ensino a distância, com professores da USP, Unicamp, Unesp e Fatec. Todas as cidades da região já possuem polos, mas meta é que todos os egressos do ensino público tenham acesso a uma vaga sem precisar do vestibular. Em 2017, foram geradas 3 mil vagas e, no segundo semestre deste ano, serão oferecidas 55 mil.
 
Pré-sal
 
Também deve impulsionar o desenvolvimento da região o novo crescimento do pré-sal de Santos. “Há duas semanas, em um leilão no Rio de Janeiro, o pedaço que mais foi valorizado, com 300% acima do preço original, foi o de Santos. Isso mostra que aqui tem muita capacidade de extração de óleo”, declarou França.
 
Na análise do economista Adalto Corrêa, vice-reitor da Universidade São Judas, Santos é uma cidade pujante, com o maior corredor de importação e exportação do país. “E a Cidade tem uma característica que com
 
 
Da Redação
 

Comentários (0)


Fala Santos
E-mail: contato@falasantos.com.br
© 2010 Fala Santos. Todos os direitos reservados. site criado por