Esportes
23/07/2018 - 05h49

Futebol traz mais tristeza que alegria, diz estudo


Sentimento negativo de uma derrota dura muito mais tempo que a felicidade da vitória

 
Muita gente fica arrasada quando seu time favorito perde. Às vezes, as pessoas enfrentam até dificuldade para dormir. Isso gera questões legítimas: Por que sofrer? Será que torcer por um time é racional?Pesquisas recentes sugerem que a resposta pode ser não. Em média, o futebol, esporte mais popular do mundo, torna as pessoas muito menos felizes.
 
Peter Dolton e George MacKerron, da Universidade de Sussex, analisaram vários conjuntos de dados para mensurar a felicidade das pessoas. Usaram milhões de relatórios sobre dezenas de milhares de pessoas, em sua maioria britânicas, que registravam seu nível de felicidade em diversos momentos do dia.
 
Eles cruzaram então com dados de todas as partidas de futebol na Inglaterra e Escócia, nas temporadas de 2011 a 2013. 
 
A constatação foi que uma vitória do time local tinha efeito positivo sobre a alegria das pessoas, mas em escala muito inferior ao efeito negativo de uma derrota. 
 
Além disso, o efeito positivo da vitória não durava tanto quanto o efeito negativo da derrota. Porque o sofrimento de uma derrota é tão maior que a alegria de uma vitória. Em última análise, partidas de futebol tornam as pessoas menos felizes.
 
Para aqueles que vão aos estádios, tanto vitórias quanto derrotas têm impacto significativamente maior sobre a felicidade. Mas a diferença é substancial: ela sente mais infelicidade depois de uma derrota do que prazer depois de uma vitória.
 
As consequências emocionais de um fracasso se provam muito mais fortes do que as de um sucesso em campo. Isso gera uma questão: a não ser que seu time esteja destinado a vencer a maioria dos jogos, ir ao estádio ou investir emocionalmente em sua equipe não seria um erro?
 
 
The Washington Post
 

Comentários (0)


Fala Santos
E-mail: contato@falasantos.com.br
© 2010 Fala Santos. Todos os direitos reservados. site criado por