Saúde
14/09/2018 - 09h25

Estivadores tem tecnologia ágil e eficaz para diagnóstico de infecções


A tecnologia de ponta que ajuda a detectar infecções de forma rápida e eficiente está à disposição no Complexo Hospitalar dos Estivadores, mantido pela Prefeitura em conjunto com o Instituto Social Hospital Alemão Oswaldo Cruz. O equipamento americano BD Bactec FX40 passou a integrar, há pouco mais de um mês, a infraestrutura do moderno laboratório da unidade que atende pacientes SUS de Santos e região.
 
O aparelho detecta sepse (tipo de infecção generalizada) a partir de três horas após a coleta do sangue, enquanto na forma convencional os resultados demoram em torno de sete dias. As amostras de sangue são colocadas em frascos vedados e a sua manipulação ocorre de forma automatizada, sem a manipulação manual de profissionais, o que reduz a possibilidade de contaminações e acidentes com perfurocortantes.
 
“O sistema é de ultrassensibilidade e monitora as amostras em intervalos de 10 minutos, acelerando o tempo de detecção da infecção e fornecendo alarmes visuais e sonoros quando as amostras forem positivas”, explica a biomédica Fátima Pires de Campos, do laboratório Cellula Mater, prestador do Estivadores desde o final do ano passado.
 
Desta forma, as infecções de corrente sanguínea são diagnosticadas mais cedo e tratadas, possibilitando maiores chances de cura aos pacientes. “Estamos dotando o Complexo dos Estivadores com os melhores recursos disponíveis na área da saúde para o atendimento com excelência dentro da rede pública”, ressalta o secretário municipal de Saúde, Fábio Ferraz.
 
EXAMES E PROTOCOLOS
 
O laboratório do Estivadores está instalado no primeiro andar e funciona desde o início da operação do hospital em fevereiro de 2017. Por mês, realiza cerca de cinco mil exames de hematologia, bioquímica, sorologia, enzimologia e microbiologia (culturas finais e parciais).
 
Alguns exames de alta complexidade e de anatomia patológica são realizados em unidades externas do laboratório prestador. Dentro do protocolo do hospital, os exames de pacientes de emergência ficam prontos em até 30 minutos; os de pronto atendimento, em até duas horas; os de rotina hospitalar, em até três horas.
 
SAIBA MAIS
 
O dia 13 de setembro foi instituído como o Dia Mundial da Sepse, projeto da Aliança Global da Sepse (GSA, em inglês). A sepse, antigamente conhecida como septicemia ou infecção generalizada, pode levar à parada de funcionamento de um ou mais órgãos, com risco de morte quando não descoberta e tratada rapidamente.
 
Atualmente, a sepse é a principal causa de mortes nas unidades de terapia intensiva (UTI). A estimativa é de que no Brasil 400 mil novos casos sejam diagnosticados e 240 mil pessoas morram por ano em sua decorrência. Durante este mês, a equipe de colaboradores do Estivadores, que conta atualmente com 106 leitos, sendo 10 de UTI adulto e 10 de UTI neonatal, estão recebendo treinamento do protocolo específico para atendimento de casos de sepse.
 
 
Da Redação
 

Comentários (0)


Fala Santos
E-mail: contato@falasantos.com.br
© 2010 Fala Santos. Todos os direitos reservados. site criado por