Mulher
03/10/2018 - 04h15

Maria vai com as outras #9: Sexo como ganha-pão


A prostituta de luxo Livia Rodrigues, a dona de uma sex shop para lésbicas e bissexuais Marcia Soares e a atriz pornô Monique Lopes falam sobre os prazeres e agruras que envolvem suas profissões


 
Uma jovem que recuperou sua autoestima ao se prostituir para homens com idade para serem seus avôs, mas que não pode contar para as amigas por medo de parecer menos feminista. Uma publicitária que, cansada das ofertas de produtos eróticos voltadas apenas para o público heterossexual, lançou sua própria sex shop online direcionada para mulheres lésbicas e bissexuais. E uma atriz pornô que sustenta três filhos adolescentes com o seu trabalho, e é obrigada a ler comentários ofensivos nas suas redes sociais vindas dos mesmos seguidores que não perdem uma publicação sua.
 
É preciso falar sobre trabalhos que envolvem o sexo. No nono e penúltimo episódio do Maria vai com as outras, Branca Vianna não evita nenhum tabu, e as três conversas renderam tanto que o programa sai um pouco mais longo do que o costume.
 
Aviso: O episódio tem conteúdo adulto e é fortemente desaconselhado para crianças e pessoas sensíveis a vocabulário sexual explícito.


 
Bloco 1
 
Livia Rodrigues* tem 23 anos, nasceu em Brasília e trabalha como garota de programa de luxo em São Paulo há dois anos. Feminista, ela não tem preferência entre ser chamada de acompanhante, prostituta ou puta. No mercado em que atua, é representada por uma agente que seleciona seus clientes e, ganhando em torno de mil reais por hora de trabalho, economiza para se manter durante a faculdade e o começo da vida profissional depois de formada. Apesar do apoio do namorado, sua família e a maioria de seus amigos não sabem da sua profissão e, portanto, a pedido da entrevistada, alteramos seu nome e editamos detalhes que pudessem identificá-la.
 
 
Bloco 2
 
Formada em publicidade e propaganda, Marcia Soares apresentou o projeto de uma sex shop online como trabalho de conclusão de curso. No ano seguinte, 2012, lançou a The L Vibe, loja online com artigos direcionados ao público feminino, especialmente às mulheres lésbicas e bissexuais. Lésbica, ela conta como a loja também a ajudou a revelar a própria orientação sexual para a família e amigos.
 
 
Bloco 3
 
Monique Lopes já tinha três filhos quando passou a atuar em filmes pornôs. Separada, foi apresentada à possibilidade por um vizinho, ator pornô, e em dois dias ganhou o primeiro papel. Monique trabalha também como acompanhante, que é como se apresenta quando faz programas. Hoje tem cerca de 20 mil seguidores no Instagram, programas agendados quase todos os dias, viagens para encontrar clientes, participação em reality shows, mais de 80 filmes na carreira e o apoio dos filhos e do namorado para trabalhar.
 
 
O Maria vai com as outras agora tem um grupo de debate no Facebook. Clique aqui para participar.
 
O programa vai ao ar quinzenalmente às segundas-feiras pela manhã. Para ouvir os episódios anteriores, acesse a página do podcast. O Maria também está disponível em tocadores como o Spotify e Apple Podcasts.
 
Ficha técnica:
Apresentação: Branca Vianna
Direção: Paula Scarpin
Produção: Luiza Miguez e Mari Faria
Edição: Filipe Di Castro
Finalização e mixagem: João Jabace
Identidade visual: Cecilia Marra, Caio Borges e Paula Cardoso
Distribuição: Kellen Moraes e Luigi Mazza
Transcrição: Isabel Scorza
Gravado no estúdio da Rádio Batuta, no Instituto Moreira Salles
 
 
Revista Piauí
 

Comentários (0)


Fala Santos
E-mail: contato@falasantos.com.br
© 2010 Fala Santos. Todos os direitos reservados. site criado por