Cidades
24/10/2018 - 04h36

Santos passa a ter Escola Municipal de Administração Pública


Objetivo é capacitar funcionários públicos; cursos começarão em novembro
 
Os funcionários públicos de Santos terão à disposição, a partir de novembro, cursos gratuitos de capacitação. Na segunda-feira (22), foi lançada a Escola Municipal de Administração Pública de Santos (Emaps), vinculada à Secretaria de Gestão (Seges), que será responsável pela educação permanente e continuada dos servidores municipais. 
 
O decreto que cria a escola foi assinado pelo prefeito Paulo Alexandre Barbosa (PSDB) no Teatro Guarany, junto com a certificação da primeira turma de 30 instrutores capacitada pela Escola de Administração Pública da Prefeitura de São Paulo.
 
Segundo a Prefeitura, a Emaps tem por objetivo promover a capacitação, a formação e o desenvolvimento institucional, funcional e humano dos agentes públicos, “com foco na construção coletiva do conhecimento, na pluralidade das pessoas e no acesso universal a toda forma de ensino”.
 
“Vamos qualificar os servidores dentro de eixos que aprimorem a administração pública. Faz parte de um projeto que nós temos de ampliar as oportunidades de qualificação do servidor para que ele possa prestar um serviço melhor, atendendo as expectativas da população”, diz o prefeito.
 
Segundo o secretário municipal de Gestão, Carlos Teixeira Filho, os cursos foram escolhidos de acordo com as necessidades da Prefeitura. A meta é capacitar 1.200 pessoas por ano e criar um banco de talentos para que o funcionário seja direcionado para uma área em que melhor se identifica. Hoje, são aproximadamente 12 mil servidores em Santos.
 
“São cursos presenciais. Estamos fechados com a Unifesp (Universidade Federal de São Paulo) para que aconteçam lá, mas também faremos parceria com o Senado, com a Escola Nacional de Administração, para cursos a distância. Dependendo das inscrições, vamos desenvolvendo isso”, diz Teixeira.
 
Todos os funcionários podem fazer inscrição nos cursos. Cada um terá uma duração específica e o número de vagas limitado.
 
“São 100 cursos por ano, 50 presenciais e 50 a distância. Todos com certificado. Teremos, por exemplo, cursos de Gestão de Pessoas e de Projetos, Recursos Humanos, Técnica de Redação, de Oratória”, exemplifica.
 
A servidora Patrícia Louise Affonso Guimarães, técnica de informática da Prefeitura há seis anos, foi capacitada em São Paulo para fazer parte do grupo dos 30 primeiros instrutores. “Entendemos um pouco mais a educação para adultos, que é uma outra abordagem, outra maneira de conversar com as pessoas e facilitar o entendimento do conteúdo”.
 
Ela dará quatro cursos básicos da área de tecnologia: Word, Excel, Sistema de Bilhetagem de Informática e Etiqueta e Comportamento na Comunicação em Redes. “O importante é continuar aprendendo e se reciclando, não só para atender o munícipe, mas para se realizar como pessoa”.
 
 
Da Redação
 

Comentários (0)


Fala Santos
E-mail: contato@falasantos.com.br
© 2010 Fala Santos. Todos os direitos reservados. site criado por