Sindical
26/11/2018 - 03h49

Portuários se mobilizam por manutenção de Itatinga




O anúncio de uma possível desativação da Usina Hidrelétrica de Itatinga, feito na semana passada pelo novo diretor-presidente da Companhia Docas do Estado de São Paulo (Codesp), Luiz Fernando Garcia, não foi bem recebida pelos empregados da estatal portuária lotados na centenária unidade localizada no município de Bertioga.
 
Veiculada na edição da terça-feira (20) do periódico local A Tribuna a matéria acabou gerando grande preocupação para os pouco mais de 240 trabalhadores que atuam no local, dos quais 35 codespanos que, em sua maioria, também residem na histórica Vila de Itatinga, construída pelos ingleses no sopé da Serra do Mar em 1910. 
 
E a exemplo dos colaboradores da Codesp, a notícia causou imediata insatisfação entre as lideranças do Sindicato dos Empregados na Administração Portuária (Sindaport). "Uma manifestação inoportuna e absolutamente desnecessária, sobretudo porque a empresa se encontra em um momento delicado em razão dos recentes acontecimentos, necessitando, antes de mais nada, priorizar o resgate de sua imagem no cenário portuário nacional, e penso que essa deveria ser a principal meta da gestão que acaba de assumir a empresa", disse o presidente da entidade, Everandy Cirino dos Santos.
 
Segundo o dirigente, o assunto é antigo e foi exaustivamente debatido em gestões passadas. "Além de obsoleta, a ideia já foi ressuscitada e enterrada por inúmeras vezes e jamais prosperou não só pela complexidade que uma mudança dessa magnitude requer, mas principalmente porque, de concreto mesmo, nenhum dos estudos ou propostas apresentaram ganhos operacionais em termos de otimização, eficiência e outros aspectos, assim como não vislumbraram qualquer redução de custos e demais vantagens financeiras para a companhia."
 
Nesse sentido, o sindicalista classificou como frágil o plano revelado por Garcia. "Disse o custo, segundo ele de R$ 27 milhões anuais, porém não disse o que a desativação da Usina irá representar para os cofres da Codesp na mesma periodicidade, assim como não apresentou nenhuma estimativa de gastos com o fornecimento feito pela concessionária CPFL e, entre outras lacunas, sequer mencionou a questão social, ou seja, o que pretende fazer com o capital humano que trabalha no local", disse Everandy Cirino.
 
Para tratar do delicado tema, ele e o vice-presidente do Sindaport, João de Andrade Marques, se reuniram na última quinta-feira (22) com um grupo de doqueiros baseados em Itatinga. No encontro realizado na sede do Sindicato os trabalhadores pediram o apoio da entidade na divulgação de uma ampla campanha de conscientização junto à comunidade portuária, diretoria da Codesp e mídia em geral ressaltando a importância estratégica, viabilidade operacional e administrativa, e consequente manutenção da hidrelétrica que abastece entre 70% e 95% da energia elétrica consumida no Porto de Santos.
 
A ausência de maiores detalhes na manifestação feita publicamente por Garcia levaram os portuários a acreditar que as informações levadas ao novo mandatário da Autoridade Portuária de Santos estão desatualizadas. "Deliberamos pela criação de uma frente de trabalho para apresentarmos ao novo presidente um estudo técnico com informações e dados atualizados demonstrando a relevância e a viabilidade da Usina de Itatinga", pontuou o líder do Sindaport. 
 
A solicitação de duas audiências públicas, nas câmaras municipais de Santos e Bertioga, também foi acordada na reunião da última quinta-feira entre sindicalistas e trabalhadores, que pretendem mobilizar a opinião pública, a classe política, autoridades em geral e os diversos agentes envolvidos na questão portuária local.
 
Antes disso, porém, Everandy Cirino vai solicitar uma reunião com o presidente da Codesp. "Ao longo da semana vamos tentar um encontro com o presidente Luiz Fernando para que possamos expor toda nossa preocupação com a extinção anunciada e, caso for de interesse dele, vamos propor a formação de um grupo de trabalho envolvendo mandatários da estatal, trabalhadores e sindicatos para discutirmos conjuntamente a pauta." 


AssCom Sindaport / Denise Campos De Giulio
 

Comentários (0)


Fala Santos
E-mail: contato@falasantos.com.br
© 2010 Fala Santos. Todos os direitos reservados. site criado por