Sindical
22/01/2019 - 05h24

Associação dos Advogados realiza protesto contra o fim da Justiça do Trabalho em Santos


Manifestação ocorreu em frente ao Fórum Trabalhista, nesta segunda-feira (21).
 
A Associação dos Advogados Trabalhistas de Santos e Região (AATS) organizou, nesta segunda-feira (21), em Santos, no litoral de São Paulo, um protesto contra o fim da Justiça do Trabalho. A mobilização teve apoio de entidades, associações e sindicatos. O protesto ocorreu em frente ao Fórum Trabalhista, localizado no Centro da cidade.
 
O ato aconteceu, segundo as entidades jurídicas, após a declaração do presidente Jair Bolsonaro (PSL) sobre a possibilidade de extinguir a Justiça Trabalhista. Além da cidade de Santos, advogados, trabalhadores e representantes de sindicatos também se mobilizaram em outros locais do país.
 
O Presidente da OAB-Santos, Rodrigo Julião, afirma que o evento não teve cunho corporativo. "Nós estamos do lado da sociedade. Queremos assegurar a Justiça e garantir o ganha pão da classe trabalhadora. Precisamos sim ter projetos que melhorem as condições trabalhistas, tanto para patrão quanto para funcionário, mas não é com o fim da justiça do trabalho que vamos conseguir isso. O movimento só termina quando o presidente se manifestar a favor da garantia dos direitos trabalhistas. Realizamos hoje um ato de forma pacífica e passamos a mensagem que queríamos. Vamos unir forças no Brasil todo em prol dessa causa", destaca.
 
Vários sindicalistas também apoiaram a causa, um deles, foi o presidente do Sindicato dos Empregados da Administração Portuária (Sindaport), Everandy Cirino, de 68 anos, que destacou a importância do ato. “A Justiça do Trabalho presta um serviço social muito importante para comunidade. É nela que os trabalhadores vão atrás dos seus direitos. O governo está retrocedendo tomando a decisão de extinguir o órgão", afirma.
 
O G1 entrou em contato com o Ministério da Economia, mas até a última atualização dessa reportagem a pasta não se manifestou sobre o caso.
 
Justiça Trabalhista
 
A Justiça do Trabalho foi criada em 1º de maio de 1941, por Getúlio Vargas, para solucionar conflitos trabalhistas entre patrões e empregados. Antes disso, em 1930, foi criado o Ministério do Trabalho, que era inicialmente nomeado Ministério do Trabalho, Indústria e Comércio.
 
Os órgãos da Justiça Trabalhista são o Tribunal Superior do Trabalho (TST), os Tribunais Regionais do Trabalho (TRTs) e os Juízes do Trabalho. Qualquer pessoa envolvida na relação de emprego - tanto patrão quanto empregado - pode recorrer à Justiça do Trabalho, em busca de reparação dos prejuízos que lhe foram causados.


G1 Santos
 

Comentários (0)


Fala Santos
E-mail: contato@falasantos.com.br
© 2010 Fala Santos. Todos os direitos reservados. site criado por