Cultura e Entretenimento
14/03/2019 - 08h20

Programação põe em alta a essência da cultura caiçara #013


Um mergulho na essência de um povo, resgatando costumes, sons, histórias e lugares tipicamente litorâneos. É com esta proposta que a 6ª edição da Semana da Cultura Caiçara de Santos será realizada, a partir desta sexta-feira (15), reunindo uma série de atividades com muita música, dança, teatro, esporte, literatura, contação de histórias, cinema, debates, oficinas, ecologia e turismo de base comunitária.  
 
A abertura ocorre às 19h30, na Pinacoteca Benedicto Calixto (Avenida Bartolomeu de Gusmão, 15, no Boqueirão), com apresentação do Coletivo Percutindo Mundos, Coletivo Caiçara e dos músicos Danilo Nunes, Pablo Mendoza e William Silva.
 
No dia seguinte, a partir das 18h, na Estação da Cidadania (Avenida Ana Costa, 340, Campo Grande), destaque para a Feira Imaginária, com bate-papo com as escritoras Madô Martins e Regina Alonso; espaço de Lendas Caiçaras, com bate-papo com André Barros e Marina Machado, e o Sarau Caiçara, em que artistas e escritores da região celebram e refletem sobre a cultura local por meio da música e da literatura. O som fica a cargo do Rap Caiçara e do Bailão do Santo.
 
Até o próximo dia 22 estão previstas também atividades no Morro Nova Cintra, Caruara e Vila Mathias.  
 
Evento chega a outras cidades e vai mudar de data
 
Este ano a Semana da Cultura Caiçara tem como novidade a realização de atividades também em Guarujá e São Vicente. A edição marca o último ano em que as comemorações serão realizadas no mês de março. A partir de 2020, a semana será celebrada em maio, depois da Quaresma. Inserido no Calendário Oficial de Santos pela Lei 2920/2013, o evento também faz parte das comemorações oficiais de cidades como Guarujá, São Vicente, São Sebastião, Cananéia, Ubatuba e Paraty.
 
TRAJETÓRIA
 
De fundamental importância para a formação da identidade nacional, o caiçara representa a gênese e o desenvolvimento de uma cultura que nasce no litoral, nos primeiros anos da colonização, por meio da miscigenação entre o indígena, o europeu e o africano, e depois expande-se pelo território brasileiro através dos bandeirantes, tropeiros e pelos diversos ciclos econômicos pelos quais o País passou.
 
A região de Santos, dada sua abrangência histórica, que remonta às primeiras décadas da colonização, é um importante campo de estudo para a cultura caiçara. Presente ainda em regiões como Ilha Diana e Caruara, núcleos ligados à pesca e ao trabalho com a terra e que, por isso, guardam as tradições caiçaras, observa-se a contemporização dessa cultura, adaptando-a às suas novas necessidades.
 
A Semana da Cultura Caiçara é uma realização do Imaginário Coletivo, Percutindo Mundos e Coletivo Caiçara, com apoio da Secretaria Municipal de Cultura (Secult). A programação completa pode ser conferida aqui.
 
 
Da Redação
 

Comentários (0)


Fala Santos
E-mail: contato@falasantos.com.br
© 2010 Fala Santos. Todos os direitos reservados. site criado por