Tecnologia
30/05/2019 - 07h38

Internet móvel do Brasil vai mal em ranking global, mostra relatório


Em diferentes quesitos, rede móvel do País perde para Albânia, Myanmar, Bolívia e Cazaquistão
 
A impressão de muitos usuários de que a internet móvel do Brasil é ruim foi confirmada em um novo relatório publicado nesta quarta, 29, pela OpenSignal, consultoria que monitora e analisa a qualidade de conexões em todo o mundo. O documento comparou características das redes móveis de 87 países em quesitos como velocidade de download, velocidade de upload, disponibilidade de rede 4G e latência. Em todos eles, o País aparece mal colocado. 
 
Em relação à velocidade de download, importante para quem consome conteúdo, como vídeos e fotos, o Brasil ocupa a posição 50 do ranking, com velocidade de 13 Mbps (megabit por segundo). O número coloca o País abaixo de países como Albânia (21,4 Mbps), Myanmar (16 Mbps), México (14, 9 Mbps) e Vietnã (14,1 Mbps).  Isso significa que o Brasil está abaixo da média global de 17,6 Mbps - 35 países tem velocidades entre 10 Mbps e 20 Mbps. A lista é encabeçada pela Coreia do Sul, com velocidade de 52,4 Mbps. 
 
Já em velocidade de upload, importante para quem cria conteúdo e sobe material em sites como YouTube e Instagram, o Brasil apresenta a marca de 4,5 Mbps. O País fica abaixo de Bolívia (6 Mbps), Peru (5,9 Mbps) e Cazaquistão (4,9 Mbps). O líder do ranking é a Dinamarca com 15,3 Mbps. 
 
No quesito disponibilidade de rede, o que significa áreas cobertas pela quarta geração de redes móveis, o Brasil está na 69ª posição com 72%. O número coloca o País atrás de Camboja (81,1%), Argentina (79%) e Líbano (78,6%). A Coreia do Sul lidera o ranking com 97,5% de cobertura. A Índia chama a atenção por estar entre os 10 primeiros com 91,1% de cobertura.    
 
Em termos de latência, o tempo que leva para que uma ação na rede seja realizada após o usuário iniciá-la (por exemplo, apertar o botão em um jogo e o comando ser entendido de fato pela rede), o Brasil teve marca na América do Sul melhor apenas que a da Colômbia e a do Equador. Com atraso de 72 milissegundos, ficamos atrás no continente de Bolívia, Paraguai e Peru. Singapura teve a menor latência: 30,7 ms.
 
Com tantos pontos jogando contra, a internet móvel brasileira não teve destaque na experiência do usuário com vídeos. O estudo atribuiu uma pontuação de 0 a 100 para a experiência com vídeos. Com nota de 52,1, o Brasil ficou com outros 26 países na categoria "Fair", a segunda pior entre os quatro grupos criados pelo estudo. A categoria "Poor", com notas entre 0 e 40 recebeu 10 países. A categoria mais alta, "Very Good", com notas entre 65 e 75 tem 25 países. O líder dessa categoria é a Noruega com 74,7 e o pior colocado desse grupo é a Grécia (65,2).
 
Em comunicado, a SindiTelebrasil, associação que representa as operadoras do País, disse: "A pesquisa da OpenSignal apresenta resultados muito discrepantes em relação a pesquisas anteriores da própria consultoria e de outras entidades que realizam medições sobre a internet. Como a pesquisa não traz detalhes sobre os critérios e a metodologia utilizados, qualquer análise dos resultados é dificultada, o que nos impossibilita fazer comentários."
 
 
Link
 

Comentários (0)


Fala Santos
E-mail: contato@falasantos.com.br
© 2010 Fala Santos. Todos os direitos reservados. site criado por