Cidades
31/05/2019 - 03h26

Ilhabela: TRE mantém prefeita recém-empossada no cargo


Por 8 votos a 0, pedido de impugnação da chapa que a elegeu juntamente com o ex-prefeito Márcio Tenório, foi rejeitado
 
O Tribunal Regional Eleitoral (TRE) decidiu na tarde desta quinta-feira, 30, por 8 votos a 0, manter Maria das Graças Ferreira dos Santos Souza (PSD) no cargo de prefeita de Ilhabela, após indeferir o pedido de impugnação da chapa que a elegeu juntamente com o ex-prefeito Márcio Tenório (MDB) nas eleições de 2016.
 
Tenório e Gracinha, como é conhecida a atual prefeita, foram acusados por adversários políticos de terem cometido crime eleitoral por suposto abuso político e econômico, por meio de veículos de comunicação e pesquisa.
 
A decisão trouxe alívio e estabilidade política para a prefeita, que completou nesta quinta-feira, 30, apenas nove dias no cargo. Gracinha assumiu a prefeitura no último dia 21 de maio, cinco dias após o impeachment de Márcio Tenório, que inicialmente foi afastado pela Justiça a pedido da Polícia Federal, acusado por corrupção; mas posteriormente cassado definitivamente pela Câmara Municipal, por ter pago R$ 649.994,00 a uma empresa por um evento que não foi realizado.
 
Caso a chapa fosse cassada pelo tribunal, a prefeita Gracinha teria que se afastar do cargo para dar lugar ao presidente da Câmara, Marcos Guti (DEM), até que possíveis recursos da chapa fossem julgados.
 
Caso os recursos fossem negados nas instâncias superiores, a cidade poderia ter eleição direta, na hipótese de ainda não terem sido completados três anos e meio de gestão. Se este período já tivesse passado, o prefeito em exercício teria que convocar eleições indiretas. Neste caso, apenas os nove parlamentares poderiam decidir quem seria o próximo prefeito, que ficaria no cargo até 1º de janeiro de 2021.
 
 
Costa Norte
 

Comentários (0)


Fala Santos
E-mail: contato@falasantos.com.br
© 2010 Fala Santos. Todos os direitos reservados. site criado por