Saúde
17/03/2020 - 08h23

Ilhabela pedirá ao Estado a abertura da UTI do Hospital Regional para atender vítimas do coronavírus


Preocupada com a pandemia, a prefeita adotou medidas para enfrentamento ao COVID-19
 
A prefeita de Ilhabela, Maria das Graças Ferreira dos Santos Souza, a Gracinha, informou no último domingo, 15, que vai solicitar ao Governo do Estado a inauguração dos 40 leitos de UTI (Unidade de Tratamento Intensivo) do Hospital Regional do Litoral Norte, construído em Caraguatatuba, para atender possíveis casos do novo coronavírus.
 
Gracinha Ferreira acredita na possibilidade de atendimento da solicitação porque durante visita promovida pelo governo estadual, no dia 6 de janeiro de 2020, prefeitos e autoridades da região foram informados por representantes do governo do Estado e da Organização Social de Saúde (OSS) Instituto Sócrates Guanaes, que gerenciará a unidade hospitalar, que o novo hospital entraria em funcionamento em março, uma vez que a obra está concluída e os equipamentos sendo comprados e os funcionários contratados por processo seletivo pela OSS.
 
“É um hospital muito importante para a população da nossa região, que até hoje busca atendimento em outras cidades do Vale do Paraíba, como São José dos Campos, Taubaté e Jacareí. O hospital vai permitir melhorar ainda mais a qualidade de atendimento da nossa população do Litoral Norte”, destacou Gracinha Ferreira, durante a visita.
 
Preocupada com a pandemia e antes de decidir pedir o funcionamento da UTI ao governo de João Dória, Gracinha adotou medidas para enfrentamento ao COVID-19 e novas ações poderão ser anunciadas nos próximos dias.
 
A situação epidemiológica da doença em Ilhabela tem sido avaliada dia a dia e caso haja alteração negativa, outras medidas poderão ser adotadas, sempre respeitando os protocolos da Secretaria Estadual de Saúde e do Ministério da Saúde em consonância com as orientações da Organização Mundial de Saúde.
 
Na sexta-feira, 13, a prefeita reuniu secretários, vereadores, representantes do Dersa, Comtur e Associação Comercial, para tratar de ações de prevenção e controle do novo coronavírus (COVID-19). Nessa reunião, foram esclarecidas dúvidas sobre a situação epidemiológica da doença no município, bem como plano de ação dos diversos setores, que está em execução desde o dia 2 de fevereiro.
 
“A reunião envolveu diversos setores da prefeitura e do município. A doença tem se alastrado pelo mundo rapidamente e precisamos nos unir para garantir que as ações sejam efetivas”, declarou a prefeita Gracinha.
 
Plano
 
O encontro definiu novas ações que integrarão o plano, como a suspensão de grandes eventos; paradas de navios; abordagens na balsa com áudio explicativo sobre a prevenção da doença e equipes de orientação para pedestres e motoristas; ação conjunta entre prefeitura e o Dersa (Departamento de Estrada de Rodagem S.A) para disponibilizar no embarque da balsa display com álcool gel; medidas preventivas da empresa de ônibus Fenix para garantir a segurança dos usuários.
 
Desde o final de janeiro, a prefeitura do arquipélago tem se mobilizado na implantação de ações de prevenção da doença como: orientação aos trabalhadores do receptivo de navios de cruzeiro (2 de fevereiro); treinamentos para os profissionais da Atenção Básica e Hospitalar, a fim de orientá-los a efetuarem o diagnóstico precoce da doença, acompanhamento adequado dos pacientes, bem como, definição do fluxo de atendimento dentro de cada unidade de saúde e ainda a definição de salas para eventual isolamento dos casos; orientação para recepção e equipe de limpeza da prefeitura de Ilhabela, a respeito do coronavírus; treinamento dos gestores das escolas, coordenadores da frota de veículo, supervisores de limpeza das unidades escolares e representantes de todos os setores da sede da Secretaria de Educação; definição de estratégia em conjunto com a Secretaria de Educação para prevenir o contágio da doença dentro dos ônibus escolares; treinamento para os Agentes Comunitários de Saúde (ACS) a respeito da doença; prevenção e acompanhamento dos casos;  e a instituição de grupo de trabalho para monitoramento diário da situação epidemiológica da doença, acompanhamento dos pacientes e proposição de medidas de prevenção, composto por profissionais da Vigilância Epidemiológica, médicos infectologistas, coordenadores da Atenção básica, coordenador do Hospital Mário Covas, Secretarias de Turismo, Cultura, Educação, Saúde e gabinete da prefeita.
 
O arquipélago registrou três casos suspeitos coronavírus (COVID-19). “Os pacientes estão estáveis e em isolamento domiciliar. Desde que foram anunciados os primeiros casos da doença pelo mundo, já reforçamos as medidas de controle contra o coronavírus no município. O trabalho é feito a partir das recomendações da Organização Mundial de Saúde (OMS) e do Ministério da Saúde (MS), que lançou um Boletim Epidemiológico sobre essa nova cepa viral”, declarou o secretário de Saúde, Gustavo Barboni.
 
O município registrou mais dois casos suspeitos. “Estamos com três casos suspeitos do coronavírus (COVID-19). Os pacientes estão estáveis e em isolamento domiciliar. Desde que foram anunciados os primeiros casos da doença pelo mundo, já reforçamos as medidas de controle contra o coronavírus no município. O trabalho é feito a partir das recomendações da Organização Mundial de Saúde (OMS) e do Ministério da Saúde (MS), que lançou um Boletim Epidemiológico sobre essa nova cepa viral”, declarou o secretário de Saúde, Gustavo Barboni.
 
 
Da Redação
 

Comentários (0)


Fala Santos
E-mail: contato@falasantos.com.br
© 2010 Fala Santos. Todos os direitos reservados. site criado por