Geral
07/07/2020 - 08h49

Começam as obras do Novo Quebra- Mar, em Santos




As obras de implantação do projeto Novo Quebra-Mar, no Parque Roberto Mário Santini, na praia do José Menino, foram iniciadas nesta segunda-feira (6) com o fechamento de todo o espaço. Tapumes e cerquites (telas) estão sendo instalados na fachada da área, junto ao calçadão da orla, e nas duas laterais.
 
As intervenções têm o objetivo de repaginar a área com novas opções de lazer, prática de esportes e eventos olímpicos. Cerca de 60 trabalhadores estão dedicados à primeira etapa de obras, incluindo retirada de bancos e desmontagem do playground infantil. “Temos que fechar tudo por questão de segurança, para evitar o trânsito de pessoas, e já vamos começar com algumas demolições”, explicou o secretário de Desenvolvimento Urbano, Júlio Eduardo dos Santos. A duração de toda a obra tem previsão de 180 dias.
 
O fechamento do parque começou pela área da atual pista de patinação. Primeiro, foi necessário tirar o guarda-corpo para que os tapumes pudessem ser instalados. “Serão várias frentes de trabalho, além de pessoal das empresas contratadas para construir as atrações. Ao mesmo tempo, o canteiro de obras já está sendo montado e estamos verificando o paisagismo, que será alterado”.
 
A arquiteta e coordenadora do projeto, Veridiana Nobre, explicou que haverá apenas dois portões laterais no parque para acesso por parte da Guarda Municipal e Polícia Militar. “De resto, a entrada estará completamente proibida”. O trecho da ciclovia em frente não será afetado.
 
Os bancos espalhados pela área já estão sendo removidos. Segundo Veridiana, os quatro novos existentes na atual pista de patinação serão reaproveitados pela Secretaria de Serviços Públicos (Seserp) e reinstalados na orla da praia.
 
Outra etapa em andamento é a remoção do piso emborrachado do playground infantil. Paraciclos e lixeiras também estão sendo retirados.
 
Todo o parque deverá estar fechado entre dois e três dias, segundo o coordenador de engenharia da obra, Márcio Brites. Depois desta etapa, serão iniciadas demolições das pistas já existentes, de patinação e skate, canteiros de jardim, muretas e painéis. Em seguida, o terreno passará por limpeza, remoção e replantio de mudas e construção dos novos equipamentos.
 
“Estamos também com uma equipe de topografia fazendo levantamentos para analisar toda a parte de declividade do terreno, explicou Brites, observando que etapas mais avançadas como a implantação da parede de escalada e das pistas de pump track, por exemplo, serão mais demoradas.
 
ALAMEDA CENTRAL
 
O parque terá uma alameda como eixo central, começando no calçadão e terminando junto à escultura de Tomie Ohtake. Na extremidade lateral, uma via compartilhada será construída aproveitando o prolongamento da ciclovia da orla que se estende pelo parque. “Vamos fazer um acesso de seis metros de largura que se estenderá até o final do parque. Poderá ser utilizado por ciclistas, carros oficiais ou a serviço de eventos, quiosques e restaurante”, explicou Veridiana. 
 
 
ESPAÇO DEMOCRÁTICO
 
O Novo Quebra-Mar é um projeto para levar ao parque Roberto Mário Santini novas opções de lazer e prática de atividades esportivas em um espaço de 29 mil m2, incluindo modalidades olímpicas. A área terá novas pistas de patinação e skate, quadra de basquete 3x3, duas pistas de pump track (uma infantil e outra para adultos, que será destinada aos praticantes de BMX), torres de escalada, tirolesa, playground acessível, quiosques, restaurante, duas fontes interativas, uma formando o desenho de um labirinto, e outra na forma de um tubo, simulando uma manobra de surfe e uma área multiuso de 1.000m2, que pode ser utilizada para pequenos eventos, shows e exposições.
 
 
Um novo monumento, Eu Sou 013, aproximará ainda mais o parque da identidade santista. Todo o piso e a iluminação do parque serão novos e a área terá câmeras de monitoramento interligadas ao Centro de Controle Operacional (CCO).
 
 
O projeto manterá a Escola e Museu do Surfe, a Torre dos Jurados, arquibancada, quadra de malha e heliponto, assim como os dois prédios administrativos, que serão grafitados por um artista local. Um deles será preparado para receber um estúdio de tatuagem. Já o monumento aos imigrantes japoneses será reformulado e a escultura de Tomie Ohtake passará por manutenção.
 
Morador das imediações, Alison César de Lima, de 30 anos, contou que já está a par das novidades para o local e que está ansioso pelo fim das obras. “Estou todo dia aqui. Cheguei a Santos ainda criança e foi o primeiro lugar que comecei a frequentar. O espaço estava precisando de uma reforma e sinto que agora vai virar um parque de verdade, com outras atividades que faltavam. Vai atrair muita gente de fora e vai ser muito bom para a Cidade e para o esporte”.
 
RECURSOS
 
A obra será custeada pela iniciativa privada com recursos provenientes de contrapartida exigida à empresa Valoriza Energia SPE, que pretende instalar uma Unidade de Recuperação de Energia (URE) em terreno particular na Área Continental de Santos, onde hoje já funciona um aterro sanitário. A viabilidade do empreendimento e a autorização municipal para funcionamento dependerão das aprovações dos órgãos ambientais e cumprimento das legislações vigentes.

Fotos: Marcelo Martins e divulgação
 
 
Da Redação
 

Comentários (0)


Fala Santos
E-mail: contato@falasantos.com.br
© 2010 Fala Santos. Todos os direitos reservados. site criado por