Sindical
14/10/2020 - 09h12

Após Bertioga, trabalhadores do transporte público de São Sebastião também entram em greve


Motoristas e funcionários entraram em paralização nesta terça-feira, 13, por falta de pagamento da Ecobus; prefeitura diz que já pagou a empresa; empresa diz que tem atrasados a receber
 
Os trabalhadores do transporte público de São Sebastião entraram em greve no início da manhã desta terça-feira, 13. Os funcionários decidiram pela paralização em uma assembleia realizada às 4h, na entrada do expediente. Com exceção do transporte coletivo que leva enfermeiros ao hospital, nenhum ônibus deixou a garagem.
 
O motivo da paralização, segundo os funcionários, é o atraso nos pagamentos dos salários e vale transporte por parte da Ecobus, concessionária do serviço público na cidade. Os valores deveriam ter sido pagos aos funcionários no 5º dia útil do mês. Há menos de dois meses, em agosto, os funcionários entraram em greve pelo mesmo motivo. De acordo com os funcionários, o atraso no pagamento seria por um conflito entre a prefeitura de São Sebastião e a Ecobus sobre o valor de dívidas. Haveria uma divergência entre a empresa e a prefeitura quanto a valores passados: a Ecobus alega que tem valores a receber, e teria informado os funcionários que o pagamento deles depende do recebimento desses valores.
 
A prefeitura, entretanto, diz que todos os valores devidos à empresa estão pagos. “Todos os repasses financeiros [estão] em dia com a empresa de transporte coletivo Ecobus. Portanto, a greve dos motoristas de ônibus é de responsabilidade da empresa, que não está cumprindo com o pagamento de sua folha salarial”, disse a gestão municipal.
 
Além disso, a prefeitura da cidade também anunciou quebra de contrato com a empresa. O rompimento do contrato, que tem efeitos a partir do dia 25, se deu depois que o Tribunal de Contas do Estado de São Paulo (TCE-SP) apontou irregularidades na licitação de transporte público. 
 
São Sebastião é a segunda cidade do litoral paulista que tem 100% de seu transporte público paralisado por falta de pagamento aos funcionários por parte da empresa. Os trabalhadores do transporte público de Bertioga entraram em greve na última sexta-feira, 09.
 
 
Da Redação
 

Comentários (0)


Fala Santos
E-mail: contato@falasantos.com.br
© 2010 Fala Santos. Todos os direitos reservados. site criado por