Polícia
11/12/2020 - 09h37

Ponta da Praia ganha nova base militar, onde atuarão 99 policiais


Na base, que cobrirá os bairros Ponta da Praia, Aparecida, Embaré, Estuário e Macuco, atuarão diretamente 99 policiais militares.


 
A nova base da 1ª Companhia do 6º Batalhão de Polícia Militar do Interior (BPM/I) entrou em funcionamento nesta terça-feira (8), na Avenida Governador Mário Covas, 3.060, bem ao lado do novo Mercado de Peixes e em frente ao Santos Convention Center, compondo a série de intervenções do projeto Nova Ponta da Praia.
 
A solenidade de inauguração reuniu autoridades municipais e militares e representantes do Grupo Mendes e da Prefeitura no prédio construído com recurso de R$ 2,2 milhões, proveniente de compensação exigida pelo Município para liberação de um empreendimento particular no mesmo bairro.
 
Na base, que cobrirá os bairros Ponta da Praia, Aparecida, Embaré, Estuário e Macuco, atuarão diretamente 99 policiais militares.
 
Ao todo são cerca de 650 integrantes da corporação atuando em toda a Cidade.
 
Estrutura
 
Com 580m2 de área construída e totalmente climatizado, o prédio contém dois pavimentos que contemplam salas de comando, de oficiais e de administração, além de alojamentos masculino e feminino e sala de formação. A estrutura conta ainda com recepção, cozinha e sanitários.
 
Na cobertura, há um observatório e espaço para atividades físicas.
 
O estacionamento comporta 23 veículos.
 
No interior do edifício, o Município também entrega à corporação itens como câmeras de segurança, televisores, computadores, projetor de tela, aparelhos de ar-condicionado, mesas, cadeiras, refrigerador e fogão.
 
Iniciativa privada
 
Quem comanda a 1° Companhia é o capitão Gustavo Biagio.
 
“A base aumenta a visibilidade e a percepção de segurança”, disse.
 
Iniciada em julho, a obra foi custeada pela iniciativa privada, que também arcou com a aquisição do terreno e de parte da mobília.
 
O investimento integra uma lista de contrapartidas exigida pelo Município por meio de um Estudo de Impacto de Vizinhança (EIV) referente a um empreendimento imobiliário particular.
 
No entanto, a pedido do Ministério Público, a Prefeitura interrompeu a liberação do início das obras.
 
A série de intervenções do projeto da Nova Ponta da Praia inclui ainda reurbanização da orla e remodelação viária dos acessos à travessia de balsas.
 
Todos os recursos foram provenientes da iniciativa privada por meio de compensações estabelecidas por leis municipais.
 
 
Da Redação
 

Comentários (0)


Fala Santos
E-mail: contato@falasantos.com.br
© 2010 Fala Santos. Todos os direitos reservados. site criado por