Repórter Cidadão
23/12/2011 - 09h31

Nova João Pessoa deve deixar o Centro ainda mais cinza




A Prefeitura de Santos anunciou nesta semana que vai revitalizar a Rua João Pessoa a qual, como admitiu o próprio prefeito João Paulo Tavares Papa, está bastante deteriorada. O projeto apresentado deve, no entanto, deixar ainda mais cinza o Centro da cidade. É que o piso de pedras portuguesas das calçadas será substituído pelo concreto liso, assim como foi feito nas vias por onde passa o bonde turístico. Essas ruas ficaram sem cor, sem vida, totalmente descaracterizadas.

O mosaico das calçadas nas vias do Centro - ou "Cidade", como dizem os mais tradicionais - é uma marca do bairro. Foi implantado nos anos 80, na última grande remodelação das ruas e avenidas daquela região, executada pelo Projeto Aglurb (Aglomerados Urbanos), durante a administração Osvaldo Justo (do mesmo partido do prefeito atual, PMDB, e padrinho político de Papa). O Aglurb era, em linhas gerais, um projeto do governo federal de parceria com as prefeituras e governos estaduais para a remodelação de espaços urbanos.

A atual administração alega que o piso de concreto é mais seguro aos pedestres. Claro, se comparada às calçadas esburacadas, com as pedras soltas por falta de conservação, de fato é. Entretanto, o problema não é o tipo de piso - é, sim, a manutenção deficiente.

Se regularmente vistoriadas e consertadas - obrigação do poder público municipal -, as calçadas de pedras portuguesas são tão transitáveis e seguras como qualquer outro piso. Além disso, dão um aspecto muito mais vivo, e representam a preservação de uma marca da cidade - o mosaico português. Trocar isso por concreto, fora opção de mau gosto, é atentar contra as características históricas da paisagem urbana de Santos.


Wagner de Alcântara Aragão

Comentários (0)


Fala Santos
E-mail: contato@falasantos.com.br
© 2010 Fala Santos. Todos os direitos reservados. site criado por