Repórter Cidadão
24/02/2012 - 13h01

Falta de desfile das campeãs tira o gostinho de festejar


A X-9, bicampeã do carnaval santista em 2012, mais a Unidos dos Morros, Amazonense e Sangue Jovem, melhores colocadas do grupo especial, e ainda a Vila Mathias e a Padre Paulo, que conquistaram o direito de desfilar naquele grupo, viram coroados o trabalho e o esforço de um ano inteiro. Por isso, as comunidades dessas escolas bem que mereceriam uma apoteose. Vão ficar, porém, sem esse sabor de festa.

Neste ano, assim como nos anteriores, a Prefeitura e a Liga das Escolas de Samba de Santos deixaram de promover o tradicional desfile das campeãs no sábado seguinte ao carnaval. Mais do que encerrar a temporada da Folia de Momo, o desfile das campeãs valorizava a conquista não só do título como das primeiras posições. Se não fora possível obter o primeiro posto, ficava o orgulho de estar classificada para se reapresentar na apoteose.

A alegação extra-oficial é a de que manter a estrutura da Passarela do Samba até o sábado seguinte ao carnaval torna mais onerosa a festa. A solução, pleiteada há muito tempo pela comunidade do samba e também há muito tempo prometida pela Prefeitura, é a implantação de um sambódromo definitivo. Enquanto isso, alternativas poderiam ser adotadas.

O desfile da campeãs, por ser essencialmente uma apresentação festiva, sem as amarras do regulamento de um concurso, não exige arquibancadas, cancelas, sirenes, cronômetros. Poderia ser muito bem realizado na avenida apenas com cordões ou grades delimitando o espaço a ser ocupado pelo público. Ou, em vez de desfile, poderia ser promovido um show com as baterias, mestre-sala e porta-bandeira e principais passistas das escolas mais bem colocadas. Enfim, é só ter um pouco de criatividade e disposição.


Wagner de Alcântara Aragão

Comentários (0)


Fala Santos
E-mail: contato@falasantos.com.br
© 2010 Fala Santos. Todos os direitos reservados. site criado por