Cultura e Entretenimento
03/04/2018 - 08h03

Bee Gees: Dos shows nas ruas ao sucesso mundial


Na lista Billboard Hot 100, eles aparecem dentre os oito artistas com mais canções em 1º lugar e com o maior número de canções em 1º lugar na década de 1970, conquistando a 2ª posição dentre aqueles com mais canções consecutivas (6) em 1º lugar entre 1975 e 1979 e o 3º lugar dentre os que ocuparam simultaneamente o 1º e 2º lugares nas paradas.
 
Os Bee Gees venderam mais de 220 milhões de discos e foram incluídos no Hall da Fama dos Grupos Vocais, no Hall da Fama do Rock and Roll, no Hall da Fama dos Compositores e ganharam dez prêmios Grammy. Somente Elvis Presley, The Beatles, Michael Jackson e Paul McCartney os superaram em recordes e vendas.
 
Essa é a história real de três dos cinco filhos do casal de músicos regionais ingleses Hugh Gibb e Barbara Pass, que nasceram entre 1946 (Barry) e 1949 (os gêmeos Robin e Maurice) na Ilha de Man, no mar da Irlanda, e ainda muito pequenos cantavam nas ruas para ajudar nas despesas domésticas.
 
Em1958, após o nascimento do 5º filho, a família emigrou à Austrália, onde os três irmãos, apesar da pouca idade, começaram a cantar em clubes noturnos. Em 1959, já participavam de programas de televisão. Em 1966, por sugestão de um DJ, adotaram para o grupo o nome Bee Gees.
 
Em janeiro de 1967, com mais dois amigos, entusiasmados com o sucesso dos jovens The Beatles, pegaram navio rumo Inglaterra, tocando a bordo para pagar as passagens. Iniciaram assim uma carreira musical tão bem sucedida que já faz parte da História.
 
A fama definitiva eclodiu em 1976, quando participaram da trilha sonora do filme “Saturday Night Fever” (“Os Embalos de Sábado à Noite”, no Brasil), até então, o 5º álbum mais vendido da história da música, com 37 milhões de cópias, segundo a Billboard. 
 
No Brasil, a canção “I Started a Joke”, com sua triste e romântica narrativa, foi primeira dos Bee Gees a chegar na 1ª colocação, em 1968. A história do rapaz que diz “eu comecei uma piada, que fez o mundo inteiro chorar, mas eu não vi que a piada era eu” ainda hoje comove e encanta tanto os que dançaram ao som dessa música nos bailes dos anos 60/70, quanto quem a ouve pela primeira vez e tem sentimentos para apreciar sua letra e sua linha melódica.
 
Maurice morreu em 2003. Robin, em 2012. Barry, o mais velho dos três, dono de uma voz que tanto alcança graves quanto agudos em falsete, continua sua trajetória musical. Ao público, resta o legado espetacular de lindas e dançantes canções. 
 
DesfruteDesfr de uma delas: “How can you mend a broken heart”
 
Bee Gees - How Can You Mend a Broken Heart

 
 
Marco Damy, jornalista e músico